Tratamentos odontológicos

Extração de dente: tudo que você precisa saber

Extração de dente

A extração de dente é um procedimento comum realizado por dentistas em todo o mundo. Embora seja sempre preferível manter os dentes naturais saudáveis, em alguns casos a remoção pode ser necessária para prevenir a propagação de infecções, aliviar a dor, ou criar espaço para outros tratamentos dentários.

Por isso, esse artigo traz informações relevantes sobre extração dentária, para você atender seus pacientes com maior propriedade.

Quando é necessário extrair um dente?

Dente extraído

Primeiramente, é importante saber quando a extração de dente é necessária. Apesar de a manutenção dos dentes naturais ser sempre o objetivo ideal, em algumas situações a extração dentária é necessária.

Porém, é crucial lembrar que, sempre que possível, outras opções menos invasivas que a extração de dente devem ser exploradas.

Dito isso, alguns dos motivos pelos quais a extração de dente pode ser necessária, são:

  • Dentes impactados: Um dente impactado é aquele que não consegue emergir completamente da gengiva, ficando preso debaixo dela. Isso pode levar à inflamação e infecção, causando dor e desconforto ao paciente. A extração do dente impactado pode ajudar a prevenir problemas futuros, sendo muito comum essa situação em sisos.
  • Cáries e infecções: Cáries profundas e infecções dentárias podem danificar a polpa do dente, tornando necessária a extração. Se não for tratada, a infecção pode se espalhar para outros dentes ou mesmo para o osso da mandíbula.
  • Dentes quebrados ou fraturados: A primeira opção nesse caso deve ser tentar restaurar os dentes quebrados ou fraturados com restaurações e próteses, porém, caso não seja possível, a extração dos dentes é uma alternativa. 
  • Problemas ortodônticos: Os problemas ortodônticos que podem exigir a extração de dentes incluem dentes apinhados, desalinhados ou com sobreposição. Isso acontece quando os dentes estão muito próximos uns dos outros, não deixando espaço suficiente que permita o alinhamento adequado. Logo, a extração de um ou mais dentes pode criar espaço para que os dentes restantes se movam para sua posição correta na boca.
  • Dentes supranumerários: Dentes extras que não deveriam estar presentes na boca podem interferir na mordida e no alinhamento dos dentes, tornando necessária a extração.
  • Dentes do siso: Os dentes do siso são frequentemente extraídos porque podem ficar impactados, causando dor ou problemas de alinhamento dos dentes.

Possíveis complicações na extração de dente

Apesar de a extração do dente, geralmente, ser um processo simples e seguro, infelizmente pode apresentar algumas complicações.

Algumas das possíveis complicações que podem acontecer durante e após a extração de um dente são:

Dificuldade na extração:

Quando o dente está muito comprometido ou mal posicionado, ou quando há raízes muito curvas ou grandes, a forma de remoção fica mais complexa do que o esperado. Caso aconteça, isso pode requerer técnicas especiais para a extração ou a realização de uma cirurgia mais invasiva.

Fratura do dente ou da mandíbula:

Principalmente em pacientes com doenças periodontais ou que passaram por radioterapia, pode ocorrer a fratura do dente ou da mandíbula durante a extração, dificultando a realização da remoção do elemento dentário.

Sangramento excessivo:

O sangramento é normal após a extração de um dente, mas em algumas situações pode ser mais intenso e prolongado, especialmente em pacientes com distúrbios de coagulação sanguínea ou que utilizam medicamentos anticoagulantes.

Lesão de tecidos adjacentes:

Durante a extração, pode ocorrer a lesão de tecidos adjacentes, como a língua, lábios, bochechas ou nervos. Isso pode levar a uma sensação de dormência ou formigamento nos lábios, bochechas ou língua.

Infecção: 

A infecção pode ocorrer após a extração, especialmente quando há acúmulo de bactérias no local da extração. Por isso, é importante que o profissional oriente o paciente a manter a higiene oral adequada.

Profissional especializado em extração de dentes: 

Extração de dente

A extração dentária é uma técnica que pode ser realizado por dentistas gerais e ortodontistas, mas geralmente, em casos mais complexos, é mais realizada por cirurgiões-dentistas, especialmente aqueles com especialização em cirurgia oral e maxilofacial.

Cirurgiões-dentistas especializados em cirurgia oral e maxilofacial têm conhecimentos e habilidades específicas para realizar procedimentos cirúrgicos na boca, face e maxilares.

Dessa maneira, com essa especialização, estarão especialmente treinados para realizar procedimentos complexos, como extrações dentárias difíceis, remoção de dentes inclusos, reconstruções ósseas, enxertos gengivais, entre outros.

Valor de uma extração de dente?

O valor da extração de um dente pode variar dependendo de diversos fatores, como a complexidade do procedimento, o tipo de anestesia utilizada, a experiência do profissional, a região geográfica da clínica, etc.

O profissional que realizar a extração dentária pode calcular o valor final considerando:

  • Custo do material utilizado no procedimento (como agulhas, anestésicos, suturas, entre outros)
  • Custo da manutenção do consultório (como aluguel, energia elétrica, água, telefone, internet, entre outros)
  •  Valor da mão de obra

É relevante destacar que o valor da extração de um dente não deve ser calculado apenas com base no lucro financeiro, mas também considerando a qualidade do serviço prestado ao paciente, incluindo o atendimento, o cuidado com a segurança e a prevenção de complicações.

Por isso, é importante que o profissional realize um planejamento cuidadoso do procedimento de extração de dente, avaliando as condições clínicas do paciente e escolhendo a técnica e os materiais mais adequados para cada caso. 

Por fim, considerando os fatores variáveis que podem interferir no valor, uma extração simples de um dente decíduo (de leite) pode custar em torno de R$ 100 a R$ 200, enquanto uma extração de um dente permanente pode variar entre R$ 150 a R$ 500 ou mais, dependendo da complexidade.

Extração de dente dói

Normalmente extrair dentes não dói. Na verdade, nenhum procedimento odontológico efetuado corretamente dói, pois é efetuado o uso de anestésicos pelo cirurgião dentista que irá realizar a remoção do dente.

Entretanto, uma correta higienização oral e os devidos cuidados são necessários após a cirurgia, evitando um processo inflamatório e possíveis complicações, o que levaria a um quadro de dor.

Quantos dias de atestado após extração dentária

O número de dias para o atestado após a extração de um dente depende da gravidade do procedimento, da extensão do dano e da recuperação do paciente

Em geral, o cirurgião dentista pode recomendar um período de repouso de um a três dias.

Entretanto, em casos mais graves ou complexos, o profissional pode sugerir um período de afastamento estendido por uma semana ou mais. Esse período varia também conforme a legislação e as regras da empresa ou instituição em que o paciente trabalha ou estuda.

Geralmente, o atestado deve incluir:

  • Nome completo do paciente
  • Data em que foi realizado o procedimento
  • Descrição do procedimento (por exemplo, extração do dente)
  • Duração recomendada de repouso e cuidados pós-operatórios
  • Data em que o paciente pode retornar ao trabalho ou à escola 
  • Assinatura do dentista e informações de contato do consultório, como: endereço, telefone, e-mail

Extração de dente: repouso e pós-operatório

Após a extração do dente o paciente deve tomar alguns cuidados relacionados ao repouso e pós-operatório. Dessa forma, no pós-operatório se faz necessário evitar o uso de bebidas alcoólicas e tabaco, colocar compressas de gelo e se atentar a alimentação, dando preferência para preparações geladas e de consistência macia.

Já em relação ao repouso, o paciente deve mantê-lo, pelo menos, nas 24 horas que sucedem o procedimento. Dessa forma, se diminui o estimo da circulação sanguínea no local operado, evitando chances de sangramentos e infecções.

Apesar de ser um procedimento cirúrgico simples, a extração dentária deve ser feita com total domínio da técnica. Além disso, é necessário orientar corretamente o paciente sobre os cuidados pré e pós-operatórios para que o procedimento ocorra de maneira adequada e a cicatrização seja conforme o esperado.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.