Tratamentos odontológicos

Tipos de contenção e suas funcionalidades

contenção

Ao final de um tratamento ortodôntico, é necessário que se faça o uso das contenções, sendo vários os tipos de contenção. Sendo assim, utilizam-se esses dispositivos para garantir que os resultados obtidos sejam duradouros.

A contenção ortodôntica é um componente fundamental do tratamento ortodôntico, pois visa manter os dentes na posição correta após o uso de aparelhos.

De outro lado, seguem as contenções periodontais, que visam estabilizar dentes acometidos pela doença periodontal. Portando, se utiliza esse tipo de aparato em pacientes com dentes que apresentam algum grau de mobilidade, principalmente na região anterior.

Contenções ortodônticas

Os tipos de contenção ortodônticas são fixos ou removíveis, cuidadosamente confeccionados para evitar o movimento indesejado dos dentes após o tratamento ortodôntico.

Embora o tempo de uso varie de paciente para paciente, geralmente se recomenda o uso da contenção por um período mínimo de um ano. Dessa forma, durante esse período, os tecidos periodontais e as fibras que envolvem os dentes têm a oportunidade de se estabilizar, garantindo assim resultados a longo prazo.

Quais são os tipos de contenção?

Contenção móvel

São aparelhos que podem se remover da boca, para que o paciente possa se alimentar e realizar a higienização dental.

A contenção móvel, geralmente se utiliza no arco superior, visando a manutenção dos dentes na posição final do tratamento, evitando assim, que ocorram as movimentações dentárias.

O tempo de utilização desse dispositivo vai ser recomendado pelo profissional que realizou o seu tratamento ortodôntico.

Contenção fixa

Pode-se utilizar a contenção fixa tanto na arcada superior quanto na inferior, sendo mais comumente fixada, na inferior.

Se realiza a contenção fixa de maneira simples, com um fio de aço colado na parte interna dos dentes anteriores.

O paciente que utiliza desse dispositivo, deve redobrar os cuidados com a higienização bucal, já que a mesma pode acumular alimentos com mais facilidade.

A retirada da contenção fixa deve ser realizada pelo ortodontista, sendo que a maioria dos profissionais opta pôr manterem na boca por tempo indeterminado.

Em quais casos se indica o uso da contenção ortodôntica?

Indicam-se as contenções para todos os pacientes que passaram por tratamento ortodôntico. Alguns precisam utilizá-la por mais tempo que outros, e quem irá determinar isso é o ortodontista responsável pelo tratamento. Lembrando que as contenções se fazem fundamentais para manutenção dos resultados alcançados com o tratamento ortodôntico.

Por quanto tempo as contenções devem ser utilizadas?

O tempo vai variar conforme o tempo de tratamento e a complexidade do caso.

As contenções móveis não são utilizadas por um longo período, o tempo médio são de dois anos.

as contenções fixas, podem ser utilizadas pela vida toda. Quem irá determinar esses períodos, é o profissional que acompanhou o tratamento ortodôntico.

Quais são os cuidados necessários com as contenções?

Existem cuidados adequados para quem utiliza qualquer contenção: as contenções móveis devem ser higienizadas periodicamente. Dessa forma, o ideal é que se utilize escova e água, sem creme dental para que o acrílico não sofra desgastes pela abrasão do mesmo.

Importante guardar o aparelho na caixa de proteção totalmente seca e longe da exposição de luz solar. Nas contenções fixas, deve-se tomar cuidado com alimentos duros que possam fazer o deslocamento da contenção e até a sua remoção.

Outro ponto importante, é orientar o paciente da importância das visitas regulares ao dentista enquanto existe o uso de contenções.

Deve-se marcar consultas mais frequentes logo após o termino do tratamento ortodôntico, espaçando as consultas com o tempo. Comparecer às consultas de revisão das contenções é de suma importância, já que um dos principais motivos do paciente precisar utilizar aparelho novamente é o uso incorreto da contenção.

Contenção periodontal

A contenção periodontal desempenha um papel fundamental na manutenção da saúde periodontal após o tratamento ativo. Sendo assim, ela visa controlar a recorrência da doença periodontal, prevenir a progressão da perda óssea e promover a estabilidade dos tecidos periodontais.

A falta de contenção adequada pode levar à reinfecção bacteriana, recidiva dos sintomas e comprometimento da função mastigatória. Portanto, a contenção periodontal é essencial para alcançar resultados duradouros e preservar a saúde bucal a longo prazo.

Com a intervenção do dentista, o dente, ou dentes na iminência de perda, são “amarrados” com a contenção. Com isso, o paciente consegue falar e se alimentar normalmente. As contenções periodontais podem ser temporárias ou definitivas. Quando temporária, a função é dar tempo ao paciente para planejar um tratamento reabilitador.

Os pacientes devem ser instruídos sobre as técnicas de escovação e uso do fio dental, além de receberem orientações sobre o controle do biofilme dental. Visitas regulares ao periodontista para a remoção profissional do biofilme também são essenciais para garantir a saúde periodontal a longo prazo.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.