Especialidades odontológicas

Odontopediatria: tudo sobre essa especialidade odontológica

odontopediatria

Odontopediatria é a especialidade odontológica que fica responsável por cuidar da saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes, buscando prevenir e tratar doenças bucais. Com objetivo de amplificar os conhecimentos acerca dos assuntos que rodeiam a odontopediatria, esse artigo irá tratar sobre as atividades que um dentista especialista irá exercer e tirar as dúvidas mais comuns. 

Quanto tempo dura a especialização em odontopediatria?

Primeiramente, é válido lembrar que, para se tornar um odontopediatra, é necessário primeiro concluir o curso de graduação em odontologia e obter o registro profissional no Conselho Regional de Odontologia (CRO) do estado em que atua. 

Em seguida, o profissional deve buscar uma especialização em odontopediatria, que tem tempo de duração em média de 2 a 3 anos, com carga horária mínima de 1.500 horas

Por último, vale ressaltar que a odontopediatria é uma área da odontologia muito bonita e delicada. O profissional será, provavelmente, o primeiro dentista da criança, logo, requer conhecimento e habilidades específicas para atender as necessidades dos pacientes pediátricos. 

Qual a função de um odontopediatra?

O dentista especializado em Odontopediatria deve cuidar da saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes, indo da faixa de 6 meses até os 17 anos. 

A primeira consulta no odontopediatra deve acontecer aos 6 meses, quando os primeiros dentinhos começam a nascer, ou no máximo até o primeiro ano de vida da criança. Nesse primeiro contato, o profissional irá fazer uma entrevista com os pais para conhecer o histórico de saúde bucal da criança e também avaliar hábitos como a dieta alimentar, a higiene bucal e a utilização de mamadeira e chupeta. Além disso, também irá fazer a avaliação clínica de toda a cavidade oral do bebê

É muito importante ressaltar a importância do odontopediatra nos primeiros contatos com a criança, para oferecer um ambiente confortável, amigável e acolhedor. Dessa forma, é possível mitigar as chances do pequeno paciente ter futuramente algum medo ou trauma.

Além da primeira consulta, o odontopediatria será responsável por:

  • Promover a educação em saúde bucal para as crianças e adolescentes
  • Tratar traumatismos dentários 
  • Realizar tratamentos para corrigir problemas ortodônticos 
  • Realizar procedimentos preventivos contra desenvolvimento de cáries e outras doenças bucais.
  • Tratar cáries e outras doenças bucais por meio de procedimentos como restaurações e extrações dentárias, quando necessário

Onde um odontopediatra pode trabalhar?

O odontopediatra pode trabalhar em diversos locais, incluindo:

  • Clínicas odontológicas: muitos odontopediatras atuam em clínicas particulares, oferecendo atendimento a pacientes particulares ou por meio de convênios com planos de saúde.
  • Hospitais e unidades de saúde: o odontopediatra pode atuar em hospitais e unidades de saúde, oferecendo atendimento a pacientes internados ou em consultas externas.
  • Consultórios de pediatria: alguns odontopediatras podem atuar em consultórios de pediatria, oferecendo atendimento integrado e coordenado com os profissionais de outras áreas da saúde infantil.
  • Universidades: muitos odontopediatras atuam como professores universitários em cursos de graduação e pós-graduação em odontologia.
  • Pesquisa e desenvolvimento: alguns odontopediatras podem atuar em empresas e instituições de pesquisa e desenvolvimento de produtos e tecnologias para a área odontológica, como fabricantes de produtos de higiene bucal, indústrias de equipamentos e materiais odontológicos e instituições de pesquisa em odontologia.

Materiais mais utilizados na odontopediatria:

Os odontopediatras utilizam diversos materiais para realizar tratamentos odontológicos em crianças e adolescentes. Entretanto, vale lembrar que o uso de cada material depende da necessidade e do caso específico de cada paciente. 

Alguns dos materiais mais utilizados incluem:

  1. Resinas compostas: são utilizadas para restaurações dentárias em dentes permanentes e decíduos. 
  1. Cimentos de ionômero de vidro: São frequentemente usados para restaurações que exigem menor resistência, já que possuem uma aderência mais fraca do que as resinas compostas.
  1. Aparelhos ortodônticos: os aparelhos ortodônticos são muito utilizados em crianças e adolescentes para corrigir o posicionamento dos dentes e da mandíbula. 
  1. Anestésicos locais: os anestésicos locais ajudam a reduzir a dor durante os procedimentos odontológicos. Eles podem ser administrados por injeção ou tópicos e são frequentemente utilizados em crianças e adolescentes. Vale lembrar que algumas crianças podem ter medo de agulhas, logo, a aplicação da anestesia deve ser feita de maneira que não assuste o paciente.
  1. Materiais de limpeza e higiene bucal: é interessante que o consultório tenha um ambiente com diversos materiais de limpeza e higiene bucal, como escovas de dentes infantis, fio dental e enxaguantes bucais. Assim, além de incentivar estes hábitos, o odontopediatra também terá a oportunidade de orientar seu paciente para uma melhor escovação

Qual salário de um odontopediatra?

O salário de um dentista especializado em odontopediatria varia conforme a região em que o profissional atua, o tipo de empresa ou instituição em que trabalha e sua experiência e qualificação profissional.

A média salarial para um odontopediatra no Brasil é de aproximadamente R$ 6.700 por mês. No entanto, é importante ressaltar que esse valor pode variar significativamente para mais ou menos, dependendo dos fatores mencionados anteriormente.

3 dicas para um consultório de odontopediatria:

Invista na decoração 

A decoração do consultório ajuda a transmitir a ideia de que aquele ambiente é seguro, amigável e divertido. Para isso, invista em ambientes lúdicos, decorações coloridas, quadros criativos.

Pensando nisso, é interessante ter uma pequena brinquedoteca com livros, jogos, bonecas, carrinhos, lápis para colorir, e até mesmo brinquedos que simulam os materiais utilizados na consulta para que a criança se familiarize cada vez mais com eles. 

Tenha uma equipe preparada 

É muito importante que o odontopediatra contrate uma equipe de profissionais altamente qualificados e treinados para trabalhar com crianças e adolescentes, incluindo assistentes dentários e recepcionistas. 

Também é preciso investir em treinamentos da equipe, para que saibam como agir em caso de emergência, como em crises convulsivas, reações alérgicas ou paradas cardíacas.

Pense sempre na segurança 

Investir em segurança é uma parte fundamental de qualquer consultório odontológico, especialmente em uma clínica de odontopediatria, onde os pacientes são crianças e adolescentes.

Sendo assim, é interessante que todo o ambiente tenha toda proteção necessária aos pacientes. Não deixe quinas de móveis com risco de machucá-los e nenhum objeto cortante ou pontiagudo ao alcance de crianças. Além, claro, de manter uma higienização correta de todo o ambiente, seguindo as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). 

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.