Doenças odontológicas

Dente trincado: conheça suas causas e tratamentos

Dente trincado

Dente trincado é uma condição comum na odontologia, causando dor e desconforto ao paciente.

As trincas ocorrem por diversos fatores como traumas, bruxismo, cáries, envelhecimento, além de consumo excessivo de alimentos e bebidas ácidos.

Neste artigo discutiremos sobre as causas dos dentes trincados, os tratamentos disponíveis, o que fazer quando um dente está rachado, além de possíveis tratamentos.

Por que os dentes trincam?

Existem várias razões pelas quais os dentes trincam. Entretanto, algumas causas são mais comuns, elas incluem:

  • Bruxismo: quando uma pessoa range ou aperta os dentes, por exemplo, a ação involuntária e excessiva causa estresse mecânico, levando à trinca nos dentes;
  • Trauma: um impacto forte na boca, como um acidente de carro, por exemplo, podem fraturar e trincar os dentes.
  • Cáries: o não tratamento da cárie causa o enfraquecimento dos dentes, consequentemente, este enfraquece e torna-se suscetível a fratura.
  • Envelhecimento: com o passar do tempo e avanço da idade, os dentes se tornam mais frágeis, logo, mais fáceis de rachar.
  • Consumo frequente de alimentos e bebidas ácidas: alimentos como refrigerantes e frutas cítricas, por exemplo, enfraquecem o esmalte dentário, tornando assim, os dentes mais susceptíveis às trincas.

Logo, o acompanhamento e prevenção destas etiologias de dentes trincados, diminuem a possibilidade de rachaduras.

É possível recuperar um dente trincado?

Sim, é possível tratar e recuperar um dente trincado. Porém, é necessário avaliar a gravidade da trinca.

Para isto é necessária a avaliação o dentista, de modo a fornecer o diagnóstico correto, além de tratamento adequado.

Portanto, alguns tratamentos disponíveis incluem:

  • Polimento: a fim de suavizar a superfície do dente, removendo bordas irregulares que irritem a gengiva, um simples polimento, recupera a trinca do dente.
  • Preenchimento com resina: com objetivo de eliminar as trincas mais profundas, o preenchimento com resina é necessário para proteger os dentes de danos adicionais.
  • Coroa dentária: quando há perca de grande estrutura dentária, necessitando de desgaste dentário, por exemplo, a coroa dentária em porcelana ou resinosa é instalada a fim de restaurar forma e função do dente.
  • Tratamento de canal: há casos em que a trinca invade a raiz dentária, danificando sua polpa. Logo, o tratamento de canal associado a coroa dentária, repara os danos causados pelas trincas.
  • Extração dentária: quando a trinca ocorre apenas na raiz, indica-se a extração do dente. Consequentemente a sua reposição dá-se através da instalação de implante e posteriormente coroa.

Portanto, ao perceber trincas nos dentes, buscar ajuda odontológica fornece possibilidades de tratamentos de modo a evitar a perda dentária.

O que fazer quando o dente trincar?

Primeiramente, ao perceber o dente trincado, deve-se procurar o dentista o mais rápido possível.

Ao recepcionar o paciente, é necessário verificar o estado do dente, após uma avaliação completa do mesmo e da condição bucal, a fim de determinar a causa e diagnóstico da rachadura.

Posteriormente será determinada o tratamento adequado para condição.

Enquanto isso, algumas dicas podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto causados pela trinca dentária:

  • Evitar alimentos duros, pegajosos ou muito quentes e frios, pois estes podem piorar a sensação dolorosa oriunda da trinca;
  • Uso de compressas frias na área afetada, de modo a reduzir dores e inchaços causados pelas trincas;
  • Use analgésicos prescritos pelo dentista, como, por exemplo: Ibuprofeno, Paracetamol e Dipirona.

Além disso, é importante evitar morder ou mastigar alimentos duros, ou pegajosos até que o dente seja tratado para evitar danos adicionais.

O que o dente trincado pode causar?

Um dente trincado pode causar uma série de problemas, incluindo dor e sensibilidade ao frio ou ao calor.

Entretanto, se a trinca for profunda o suficiente para danificar a polpa dentária, isso pode levar a uma infecção dentária dolorosa e potencialmente perigosa.

Logo, esta pode levar ao paciente ao tratamento endodôntico, ou seja, tratamento de canal, além de doenças sistêmicas como endocardite bacteriana, por exemplo.

Além disso, um dente trincado pode enfraquecer e se tornar frágil, aumentando o risco de fratura completa e perda dentária.

Por consequência, a perda dentária indica a substituição do dente ausente pelo implante e coroa dentária, logo possíveis perdas ósseas e gengivais.

Por fim, uma trinca visível em um dente pode afetar a aparência do sorriso, o que pode levar a constrangimento e baixa autoestima.

Portanto, a trinca dentária, assim como o não tratamento e acompanhamento, pode gerar gastos desnecessários para o paciente devido à progressão da trinca.

Consequentemente, medidas como placa de bruxismo, acompanhamento preventivo odontológico, por exemplo, diminuem as chances da trinca dentária evoluir para tratamento de canal e perda dental.

Em conclusão, dentes trincados são um problema comum que pode ocorrer em qualquer pessoa. Felizmente, é possível tratar e reverter os danos causados pelos dentes trincados.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.