Tratamentos odontológicos

Conheça todos os tipos de sutura odontológica

Tipos de sutura odontológica

Sutura é um termo que se refere a confecção de um ponto ou conjunto de pontos, com objetivo de aproximar os tecidos, favorecendo a cicatrização da ferida. A escolha apropriada do tipo de sutura, e dos materiais utilizados, é de extrema importância para o sucesso do procedimento. Por isso, acompanhe nesse texto os principais tipos de sutura odontológica e outras informações pertinentes para um procedimento de sucesso. 

Quando é necessário fazer uma sutura odontológica?

Bem, como já foi dito, a sutura é responsável por tornar a cicatrização mais rápida e eficaz, aproximando os tecidos que foram lesionados. Portanto, estes são alguns exemplos de procedimentos que necessitam de sutura, são eles: 

  • Enxertos gengivais
  • Extração de dente
  • Cirurgia ortognática

Principais indicações e contraindicações para realização de uma sutura odontológica

Indicações:

  • Lesão com sangramento controlado;
  • Lesão com afastamento significativo de suas bordas;
  • Feridas agudas sem contaminação grosseira ou infecção;
  • Ausência de tensão para o fechamento.

Contraindicações

  • Retenção de corpo estranho;
  • Perda grande de tecido, havendo tensão para o fechamento;
  • Infecção instalada ou contaminação grosseira do tecido.

Tipos de fios utilizados na sutura odontológica

Existem diferentes tipos de sutura odontológica que o profissional deve analisar e entender qual o melhor para cada situação. Dentro dos utilizados, no âmbito odontológico, existem a versão agulhada e sem agulha. Em primeiro lugar, na odontologia, a versão com agulhada é a mais utilizada e pode ter vários calibres e formatos de acordo com sua angulação, sendo os formatos mais utilizadas de 1/5 e 3/8.

Além disso, para o dentista saber qual tipo de fio utilizar na sutura, deve analisar características da ferida, a localização, o acesso, o tecido, etc. Feito isso, ele poderá escolher entre: 

Sutura dentária de nylon

As vantagens do fio de nylon é que possuem alta resistência à tração e elasticidade. Estão disponíveis em monofilamento ou multifilamento encalhado. 

Sutura de polipropileno

Esse tipo de fio não adere aos tecidos, causando menos reação, e devido a elevada resistência de tração, pode durar até 2 anos. 

Sutura dentária reabsorvível 

Estes podem ser de origem orgânica ou sintética, caracterizado pelo fácil manuseio.

Suturas de PFTE

As suturas dentárias de PTFE são de monofilamento não absorvíveis, feitas de politetrafluoretileno extrudido, conferindo pequena porosidade, alta resistência a tração e uma cerca elasticidade. Essas suturas são adequadas para utilizar em todos os tipos de tecido mole. 

Sutura dentária de supramid

Este é feito a partir de um fio de poliamida multi-fio, o que permite que a sutura não seja muito flexível e fácil de atar como uma sutura multi-fio. 

Por fim, um ponto importante a ser acrescentado, é que o profissional consegue identificar o calibre e a força tênsil do fio, pelo número escrito na embalagem. Quanto menos zeros, mais calibroso e maior a força tênsil do fio.

Qualidades de um fio ideal para sutura odontológica

Como existem diversos tipos de fio, é importante saber as características primordiais que o profissional deve considerar para escolher o melhor. Desse modo, é importante que o fio: 

  • Cause mínima reação tecidual;
  • Possua resistência adequada;
  • Não degrade em produtos tóxicos;
  • Com baixa predisposição a infecção;
  • Mantenha calibre e resistência constante;
  • Possua coeficiente de atrito adequado;
  • Velocidade de absorção pelos líquidos corporais;
  • Seja de fácil manuseio;
  • Não se altere com esterilização; 
  • Seja não alergênico e não mutagênico. 

Tipos de sutura na odontologia

Além dos diferentes fios de sutura, o tipo de técnica utilizada, com os cuidados pós-operatórios, favorecem uma boa recuperação. Sendo assim, o dentista pode escolher entre: 

Ponto simples

Utilizada principalmente para cortes pequenos e simples. Logo, é feito em casos de sutura interdentais, biópsias, enxertos e exodontias

Ponto em U

Pode ser realizada de forma vertical ou horizontal e, apesar de ser parecida com o ponto simples, se diferencia no movimento da agulha, uma vez que ao atravessar as bordas da ferida agulha, volta em sentido inverso. 

Ponto em X

Como o próprio nome diz, essa técnica é realizada a partir de uma sutura em forma de X. Pode ser feita com o nó externo ou interno ao tecido. 

Ponto continuo simples

É caracterizado por uma série de pontos, interrompidos com nós no início, e no fim da sutura. É um recurso utilizado para cortes maiores.

Ponto continuo festonado

É considerado uma modificação do mesmo, uma vez que a cada passagem pelo tecido, o fio é o único ponto anterior. 

Os pontos da sutura caem sozinhos?

Para saber disso, o paciente deve saber qual o tipo de fio utilizado. Se o dentista utilizou um fio reabsorvível, a exemplo do Ácido Poligalático, os fios cairão sozinhos, não tendo necessidade de ir ao consultório. 

Porém, quando são utilizados fios não reabsorvíveis, como o de nylon, a retirada é feita por um profissional cerca de 7 dias após o procedimento. 

Apesar disso, independente se o fio cairá sozinho ou não, o paciente deve manter contato frequente com o dentista, para que o mesmo consiga acompanhar a recuperação e a cicatrização. 

Quais os principais instrumentos para realização de uma sutura odontológica

Primeiramente, para realizar uma sutura, o dentista precisa ter em mãos: 

  • Porta agulha: Possui ponta desenvolvida para a preensão de agulhas de sutura
  • Agulha: pode conter diferentes calibres e formatos 
  • Pinça anatômica: Utilizada para expor a borda da ferida a ser suturada, segurar a agulha e auxiliar na realização do procedimento. Pode conter diferentes tamanhos.
  • Tesoura: utilizada especificamente para cortar o fio após o término da sutura
  • Fio: pode ser de diferentes materiais

Além disso, é válido ressaltar a importância da esterilização de todos os materiais do kit, pois com a higienização adequada o paciente, e o profissional, ficam protegidos contra a contaminação por algum organismo estranho. Ademais, esterilizando devidamente os materiais, o profissional pode reutilizar sem maiores problemas.

Qual a diferença entre sutura cirúrgica, nó cirúrgico e ponto cirúrgico? 

Apesar de parecerem se tratar da mesma coisa, existe uma diferença entre esses procedimentos. 

A princípio, a sutura odontológica se trata de um conjunto de pontos no tecido, feitos com objetivo de sustentação, união e fixação. 

Em contrapartida, o nó cirúrgico é o entrelaçamento ordenado com as extremidades livres do fio cirúrgico. 

Já o ponto cirúrgico é a unidade da síntese, ou seja, o segmento de fio entre uma ou duas passagens no tecido. 

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.