Doenças odontológicas

Siso incluso: entenda os casos e sintomas comuns

siso incluso

A queixa por dores deviso ao dente siso é comum nos consultórios, isso acontece, pois na grande maioria da população, quando o terceiro molar começa a crescer, a arcada dentária não dispõe de espaço o suficiente, impedido a erupção completa do dente. Dessa forma, os sisos ficam inclusos e responsáveis por bastante desconforto aos pacientes. Logo, por ser um caso comum no dia a dia dos consultórios de odontologia, esse artigo traz algumas informações relevantes sobre o siso incluso.

O que são sisos inclusos?

Sisos inclusos são dentes do siso que não conseguem erupcionar completamente na boca devido à falta de espaço e, por isso, ganham essa denominação. Isso pode acontecer porque a mandíbula é muito pequena ou porque os dentes estão posicionados de forma inadequada. 

Geralmente aparecem durante a adolescência ou início da idade adulta, entre as idades de 17 e 25 anos. No entanto, a idade exata em que os sisos aparecem pode variar de pessoa para pessoa e nem todos os indivíduos têm sisos inclusos. Às vezes, os sisos podem não se desenvolver completamente e permanecerem dentro da mandíbula sem causar problemas

Siso incluso e semi incluso 

Um dente do siso semi-incluso é um dente do siso que começou a sair da gengiva, mas ainda está parcialmente coberto pela gengiva. Já um dente do siso incluso é um dente do siso que não emergiu completamente da gengiva e está completamente coberto pela gengiva. Ambos podem causar dor e desconforto, além de aumentar o risco de infecção dentária.

Um dente do siso semi-incluso pode ser mais fácil de tratar do que um dente do siso incluso, já que o dentista pode ter acesso ao dente para tratar quaisquer problemas. No entanto, se o dente do siso semi-incluso não for tratado adequadamente, pode acabar se tornando um dente do siso completamente incluso.

Como identificar sintomas de um siso incluso?

É muito importante que o dentista identifique os sintomas o mais rápido possível para acelerar o tratamento e diminuir os sintomas do paciente. Sendo assim, é válido ressaltar que os sintomas de um dente do siso incluso podem variar de pessoa para pessoa. Alguns pacientes podem não apresentar nenhum sintoma, enquanto outros podem sentir dor ou desconforto. Algumas das características comuns dos sisos inclusos são:

  • Inchaço ou dor na gengiva: A gengiva ao redor do dente do siso incluso pode ficar inflamada e dolorida.
  • Dor na mandíbula: A dor pode se espalhar pela mandíbula e afetar a área próxima ao dente do siso incluso.
  • Dificuldade em abrir a boca: O inchaço e a dor na gengiva podem dificultar a abertura completa da boca.
  • Mau hálito ou gosto ruim na boca: quando os sisos inclusos não são removidos, as bactérias e os alimentos podem se acumular ao redor do dente, o que pode levar a uma infecção e a um odor desagradável.
  • Dificuldade em mastigar ou engolir: A dor e o inchaço podem tornar desconfortável a mastigação e a deglutição de alimentos.

É preciso extrair siso incluso?

Recomenda-se a extração do terceiro molar incluso quando os dentes não conseguem erupcionar completamente e estão causando dor, desconforto ou outros problemas dentários. Algumas das razões pelas quais um dente do siso incluso pode precisar ser extraído incluem:

  • Quando o paciente relata muita dor e desconforto:

 O dente do siso incluso pode causar dor e desconforto na mandíbula, gengiva ou na área circundante. Esse desconforto pode até dificultar o paciente a se alimentar, logo, a extração é o mais recomendado nesses casos.

  • Em casos de infecção: 

O terceiro molar incluso pode levar a uma infecção, causando inchaço, dor, mau hálito e dificuldade para engolir. Assim, para não piorar o quadro, é necessário cuidar da infecção e retirar o dente.

  • Quando desenvolve Cárie dentária:

 O dente do siso incluso, por estar em um local onde a higienização fica mais difícil, pode desenvolver cáries dentárias. Dessa forma, a cárie pode se espalhar para outros dentes e, para evitar que aconteça, recomenda-se a extração.

  • Em casos de desalinhamento dentário:

 O dente do siso incluso pode empurrar outros dentes e causar desalinhamento dentário. Sendo assim, pode atrapalhar e dificultar os tratamentos ortodônticos, e para que isso não aconteça sua extração faz-se necessária. 

  • Ao detectarem problemas na gengiva:

Quando incluso, o terceiro molar pode levar ao desenvolvimento de cistos, que podem danificar o osso e o tecido gengival circundante.

Cuidados pós-extração do siso 

Após a extração do dente do siso, é importante seguir cuidados específicos para acelerar a cicatrização e reduzir o risco de complicações. O profissional responsável, pode orientar seus pacientes a:

  • Evitar fumar por pelo menos 72 horas após a extração, pois o tabaco pode aumentar o risco de infecção e atrasar a cicatrização;
  • Evitar cuspir, enxaguar a boca ou usar canudinhos nas primeiras 24 horas, pois essas ações podem desalojar o coágulo de sangue na área da extração e atrasar a cicatrização;
  • Realizar a higiene bucal de forma cuidadosa, escovando os dentes suavemente com uma escova de cerdas macias e evitando a área da extração;
  • Tomar medicamentos prescritos corretamente, como analgésicos e antibióticos,
  • Manter a cabeça elevada ao deitar para reduzir o inchaço;

Orientando o paciente acerca desses cuidados pós-extração, é possível reduzir o risco de complicações e acelerar a recuperação.

Dente siso incluso deitado

Um dente siso incluso deitado é um tipo no qual o dente está deitado de lado, em vez de estar na posição vertical. Ou seja, isso significa que o dente do siso não conseguirá emergir da gengiva, e pode estar pressionando outros dentes ou causando problemas na mandíbula.

Um dente do siso incluso deitado pode ser mais difícil de extrair do que um siso incluso vertical, pois geralmente envolve a remoção de tecidos e ossos adicionais. Além disso, pode ser necessário um cuidado extra para evitar danos a dentes adjacentes, nervos e outros tecidos orais.

Siso incluso Inflamado

Quando o paciente está com o terceiro molar inflamado, a inflamação pode ter sido causada por uma variedade de fatores, incluindo a presença de bactérias na área ao redor do dente do siso, por trauma na área ou pode ter sido decorrente do siso estar preso dentro da mandíbula, ou gengiva, não conseguindo emergir corretamente. Como resultado, a área ao redor do dente do siso pode ficar inflamada e infectada, o que pode causar dor e desconforto significativos.

Os sintomas nesse caso podem incluir dor intensa na área, inchaço, vermelhidão e uma sensação de calor na área afetada. Além disso, o paciente também pode relatar ao dentista uma sensação de pressão na mandíbula e gengiva ao redor do siso incluso. 

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.