Doenças odontológicas

Sintomas de infecção no dente extraído

sintomas de infecção

Sintomas de infecção no dente extraído é algo que alguns pacientes sentem após a exodontia (conhecida popularmente como extração dentária). É um procedimento realizado por dentistas com o intuito de eliminar problemas ocorridos por cáries, quebra do dente, problemas na gengiva, dente incluso ou semi-incluso, e outros fatores. 

Em alguns casos, após a exodontia, pode ocorrer infecção no dente extraído, que deve ser acompanhado de perto pelo profissional responsável pelo procedimento. Isto posto, a exodontia pode ser necessária também por motivo de siso incluso, ou outras patologias mais graves que acometem a boca ou a gengiva. Entretanto, nos casos em que o procedimento é mais complexo, deve-se consultar um dentista especialista na patologia em questão.

O que causa a infecção no dente extraído

A infecção no dente extraído ocorre por diversos fatores, os mais comuns são:

  • Baixa imunidade do paciente; 
  • Falta de higiene adequada após o procedimento;
  • Não realização os procedimentos prescritos pelo dentista após a extração;
  • Quando se retira o coágulo formado no local onde ocorreu a extração, se movimenta ou não é formado completamente.

Principais sintomas de infecção no dente extraído:

Alguns sintomas são comuns entre os pacientes, sendo estes:

  • Dor: a dor que o paciente sente pela infecção no dente extraído vai de moderada à intensa, dependendo do grau em que a inflamação se encontra. Em casos de dor moderada, pode ser utilizado analgésico (se prescrito anteriormente pelo dentista) ou uso de gelo até que o profissional possa atendê-lo. Em casos de dores intensas ou agudas, estas, normalmente, só serão aliviadas após a intervenção do profissional dentista. Dessam maneira, em alguns casos, prescrevem-se anti-inflamatórios ou realiza-se o procedimento adequado ao caso.
  • Pus: O pus é um líquido espesso em tom amarelo-claro (opaco), que acomete o local infeccionado gerando uma bolsa (abcesso), esse abscesso dentário é constituído de bactérias ativas no local onde o dente foi extraído.
  • Inchaço: O inchaço pode ter ligação direta com a existência de pus ou não, e está relacionado a todo processo de infecção do local. Esse inchaço pode ser apenas em volta do local do dentre extraído, se estender pela gengiva e em casos mais intensos, acometer à bochecha ou toda a face.
  • Mau hálito: Esse sintoma pode ocorrer porque o paciente sente alguns incômodos comuns após a extração dentária, o que pode dificultar na higienização dos dentes. Mesmo essa dificuldade sendo um pouco maior, é necessário que o paciente se atente a higienização correta da boca e dos demais dentes.
  • Febre: É quando a temperatura corporal atinge níveis acima de 37,8 °C. Sendo, portanto, a febre uma condição comum do corpo para tentar combater a infecção.

Após a existência de algum desses sintomas o dentista precisa intervir, seja com a prescrição de medicamentos para combater esses sintomas, seja com a realização de outro procedimento. Sendo assim, o importante é combater quanto antes qualquer um destes problemas para evitar maiores complicações.

Tratamento

O tratamento da infecção no dente extraído é na maioria das vezes realizado de forma rápida e sem muitos contratempos, porém, essa rapidez muitas vezes só acontece quando há intervenção após os primeiros sintomas. 

Dois dos principais tratamentos para infecção no dente extraído são:

  • Uso de antibióticos

Geralmente os dentistas realizam o tratamento via antibiótico, sendo administrado durante certo período. Sendo assim, o dentista prescreve a medicação para o paciente a fim de combater os sintomas e a infecção. Dessa maneira, o antibiótico administrado só fará efeito e resultado esperado, se for apropriado para a situação específica, ou seja, o medicamento indicado deve ser compatível as bactérias causadoras da infecção. Isso se deve, pois cada antibiótico é próprio para uma cepa de bactérias específicas.

Os antibióticos do grupo das penicilinas são os mais indicados para casos de infecção dentária ou de gengiva, uma vez que estes são comumente usados para tratamento de bactérias sensíveis, dependendo sempre do grau da infecção e também de outros fatores como idade, alergia e situação geral da inflamação.

  • Realização de Drenagem

A drenagem do abscesso dentário é outro tratamento bastante comum dos casos de infecção por extração de dente. Sendo assim, o procedimento é realizado evitando-se a continuidade da inflamação local ou para analgesia.

Para realizar a drenagem local, utiliza-se alguns equipamento e produtos. Dentre eles, temos a pomada para anestesia local, anestésico local injetável, seringa de aspiração dentária e agulhas.

Em casos específicos é necessário a utilização de outras formas de anestesia, uma vez que alguns pacientes por conta de alto nível de ansiedade, nervosismo ou tensão não sentem os efeitos da anestesia. Dessa maneira, é necessário que o dentista utilize de outros meios ou medicamentos.

Tempo de tratamento:

O tempo de tratamento sempre irá variar de paciente para paciente. Sendo assim, é preciso acompanhar o tratamento, verificando se a infecção já foi eliminada, se o paciente parou de sentir dores, se o inchaço diminuiu e outros fatores avaliados individualmente.

É importante que o paciente siga o tratamento até o fim, mesmo que os sintomas tenham desaparecido ou minimizado. Pois, o tratamento só é de fato eficaz se seguido conforme prescrição.

Um dos fatores que causam a resistência das bactérias, muitas vezes é não dar seguimento ao tratamento, após sentir alguma melhora, sendo necessário voltar ao consultório depois de um tempo e iniciar outro tratamento (muitas vezes até mais fortes que o primeiro).

Dicas caseiras para diminuir os sintomas de infecção no dente extraído:

Apesar de indispensável o tratamento indicado pelo dentista, algumas práticas caseiras podem ser adotadas para aliviar os sintomas, dentre elas estão:

Aplicar compressas de gelo sobre a bochecha;

Evitar mastigar no lado onde ocorreu a extração do dente;

Evitar alimentos muito quentes ou frio no local;

Utilizar escovas macias próximo ao local da cirurgia;

Evitar alimentos muito duros ou difíceis de mastigar;

Higienizar a boca várias vezes ao dia.

Gostou de saber um pouco mais sobre os sintomas, causas e tratamento de infecção no dente extraído?

Quer sabe mais sobre outros assuntos relacionados à odontologia?

Entre em nosso blog ou acompanhe nossas redes sociais.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.