Doenças odontológicas

Saiba tudo sobre cárie na raiz do dente

carie na raiz do dente

A cárie tradicional, e a cárie na raiz do dente, são doenças muito prevalentes no mundo, causadas por tipos de bactérias específicas que corroem os dentes, desmineralizando-os. Contudo, essa perda de minerais, por ação bacteriana, corroí o esmalte do dente, e em casos mais avançados pode ir para baixo dele, como, por exemplo, na raiz do dente.

A cárie em raiz dentária é bastante comum e um dos principais motivos para a perda dos dentes. Os sintomas são dolorosos e de diagnóstico não tão simples, devido a difícil visualização, e por vezes é confundida com sensibilidade dentinária. Essa lesão é séria e em pouco tempo pode ocasionar graves lesões e perda de estruturas.

No artigo abaixo, nós do Codental iremos ajudar você dentista a compreender melhor a etiologia, fisiopatologia e tratamentos da cárie radicular. Fique por dentro já!

Etiologia e fisiopatologia da cárie radicular

Como já citado anteriormente, as cáries são causadas pelo acometimento bacteriano que proporciona a desmineralização do dente. Elas são comumente manifestas por pontos pretos no dente a partir da região supra-gengival. Entretanto, as cáries podem também manifestar-se a partir da lateral do dente.

Nesses casos, é mais propício que a mesma infiltre-se nas regiões mais profundas do dente a partir da área sub-gengival. Posteriormente estende-se pela dentina, até a raiz do dente, provocando um processo fisiopatológico mais sério e complexo.

Quando a cárie chega na área da raiz do dente, há um risco enorme e é comum que aconteça a perda do dente. Isso se deve ao fato de que para o dentista fazer a restauração dental, o mesmo necessita do acesso a toda a cavidade do dente (atingindo tanto os limites superiores quanto inferiores da cárie).

Aumento da coroa clínica

Caso a cárie ainda não tenha atingido a raiz em sua totalidade, mas sim somente a gengiva, há uma cirurgia chamada aumento de coroa clinica, a qual o dentista consegue resolver o problema, tendo uma diminuição muito grande das possibilidades de perda do dente.

Há um espaço biológico de tempo de comprometimento das estruturas, que diz se vai dar ou não para fazer a cirurgia de coroa clinica e salvar o dente, caso esse tempo passe e se torne uma cárie radicular, o dentista tera que fazer a retirada do dente para remover com precisão e totalidade todas as estruturas comprometidas.

Conclui-se, que a cárie radicular é perigosa e muitas vezes pode levar, portanto, a perda do dente.

Fatores que facilitam o aparecimento da cárie na raiz do dente

A alta incidência de placas bacterianas associadas a uma dieta rica em carboidratos (sem a posterior higienização), faz com que haja o aparecimento de cáries dentárias, entretanto, alguns outros fatores também são preponderantes para um aparecimento mais propício de cáries na raiz do dente, sendo eles:

– Gengivite, periodontite ou retração gengival;
– Posicionamento anatômico dental inadequado;
– Cavidades radiculares provocadas por pressões desmedidas nos dentes;
– Aparelhos ortodônticos;

Sintomatologia associada a cárie radicular

São sintomas clássicos associados a cárie radicular: a sensibilidade dentária, e dores durante a ingestão de alimentos, de líquidos e alimentos resfriados. Além disso, se o desconforto sentido no consumo de certos alimentos não sessa depois de alguns minutos, ultrapassando o limite de sensibilidade, é muito provável que o processo de cárie radicular já tenha se iniciado.

Outro processo que pode ocorre e ser bastante prejudicial, é quando a cárie se infiltra em raízes tratadas previamente por processo endodôntico (tratamentos de canal). Nesses casos a única sintomatologia encontrada são as dores gengivais causadas pelas bactérias.

A inexistência nesses casos de dores nos dentes, torna o problema mais complexo, pois o mecanismo de dor no dente é um dos indicativos imprescindíveis de alerta de que algo não está funcionando corretamente. Sem esse mecanismo de alerta, a cárie tende a se espalhar mais livremente, sendo um processo ainda mais grave.

Tratamentos para a cárie em raiz dentária

O tratamento para a cárie, bem como para diversas outras patologias associadas ao dente, continua sendo a prevenção. Portanto, é indispensável a visita regular do paciente ao dentista, para prevenir de possíveis desordens e manter a saúde bucal adequada.

Entretanto, há algumas alternativas de tratamento que dependem essencialmente da vitalidade pulpar e combinações de tratamento para recuperar o dente e a raiz infiltrada do mesmo. Dentre eles cabe citar:

– Restauração dental em resina associada a cirurgia gengival; onde ambos os procedimentos de restauração são associados a gingivectomia ou gengivoplastia, realizados concomitantemente. Nesse procedimento há a facilitação da visualização do dente careado, dando livre acesso às intervenções do profissional dentista.

– Prótese dentária; quando há uma severidade muito grande no diz-se respeito a comprometimento da raiz, pode ser necessária a utilização de próteses dentárias fixas na técnica de coroa de porcelana para recuperar a estrutura perdida. Pode ser combinado com tratamento de canal, ou outros tratamentos.

– Cirurgia plástica gengival; é imprescindível para a correção estética do sorriso, além de proteger as superfícies da raiz e minimizar, ou inviabilizar, a deposição de placas bacterianas.

Retração gengival como mecanismo para o aparecimento de cárie no dente

A retração gengival pode ser um dos motivos para a dificuldade de remoção da placa bacteriana, isso favorece o aparecimento de gengivas inchadas, avermelhadas e devido a isso, o aparecimento também de uma infiltração muito maior de cárie nos dentes aos quais ela abriga.

Dessa forma, a retração gengival é um dos fatores que desencadeiam uma maior propensão ao aparecimento de cáries na raiz do dente.

Além disso, há ainda o cemento. Ele é uma camada que cobre a raiz do dente, é sensível e se degasta mais facilmente, principalmente quando exposto (quando não está recoberto pela gengiva).

É de fundamental importância, portanto, o cuidado integral com a gengiva. Dessa forma, ela não sofrerá retração e nem ficará passível a desgastes mais graves geradores de cáries.

Conclusão

Portanto, observa-se que as cáries nas raízes dos dentes são perigosíssimas para a saúde bucal. Consequentemente, essa patologia relativamente comum, está relacionada ao comprometimento de várias estruturas bucais e a perda dos dentes.

Dessa forma, o cuidado integral da saúde bucal, a visita recorrente ao dentista, bem como a escovação diária dos dentes e a avaliação adequada das estruturas presentes na boca, são de fundamental importância. A partir disso, haverá uma qualidade de vida bucal e prevenção de doenças como a cárie na raiz do dente.

Você dentista deve atentar-se a esse diagnóstico, aos cuidados necessários para essa patologia tão comum. Esperamos que você, tenha gostado do artigo, tenha se informado e tirado suas dúvidas.


Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.