Tratamentos odontológicos

Raspagem no dente: o que é o tratamento periodontal

raspagem no dente

Assim como o processo de limpeza bucal, a periodontia, ou raspagem no dente, consiste em um procedimento essencial no cuidado com a saúde bucal, com o intuito de evitar a ocorrência de doenças, como a gengivite e a cárie. Neste caso, a raspagem do dente é um tratamento dentário indicado para a cura de processos inflamatórios e infecciosos da gengiva, e hoje, vamos trazer todos os detalhes sobre este procedimento.

Antes de tudo, para começarmos a falar deste assunto, vamos primeiro abordar algumas diferenças entre os dois processos mencionados.

Diferenças entre raspagem e limpeza nos dentes:

Os dois procedimentos têm o objetivo de realizar a manutenção da saúde bucal e a prevenção de doenças. Em contrapartida, para alcançar um resultado mais eficaz, é necessária uma limpeza mais complexa, envolvendo uma série de etapas, onde a raspagem tem uma intenção de tratamento mais específico.

Deste modo, podemos dizer que a limpeza é mais complexa e feita em várias etapas, sendo a raspagem uma delas. Sendo assim, a raspagem no dente é a remoção de cálculo dental (tártaro) e é, também, uma das etapas da limpeza, com foco mais especializado.

Por fim, podemos verificar que a raspagem compõe um dos processos da profilaxia. Elas também previnem a cárie, periodontite, gengivite e tratamentos mais sérios, como o canal e outros problemas bucais. Em suma, ambos são processos de medidas preventivas que se complementam.

O que é a periodontia?

Sem dúvida, a saúde da gengiva está diretamente relacionada com a saúde bucal, já que ela é o tecido que reveste o osso que sustenta os dentes. Fatores como a higiene imprópria, baixa imunidade, estresse, tabaco e hábitos alimentares inadequados, podem causar fragilidade no tecido, ocasionando infecções bacterianas.

No caso, a periodontia é uma área especializada na prevenção e no tratamento de doenças que acometem os tecidos que sustentam e protegem os dentes. A raspagem no dente é um processo que visa remover os tártaros e cálculos aderidos à superfície dos dentes, eliminando as toxinas que causam prejuízos.

Vale apontar que algumas pessoas têm uma maior tendência a acumular tártaro e bactérias na boca, e que os fatores externos apontados anteriormente podem agravar possíveis problemas existentes.

Nestes casos, mesmo com as escovações diárias e o uso correto do fio dental, poderá ser necessário realizar a raspagem para remover algumas sujeiras que a escova e o fio dental não conseguem.

Como é feita a raspagem dos dentes?

Antes da realização do processo, o profissional realiza um exame e avaliação da saúde bocal do paciente, analisando o que será necessário efetuar durante o tratamento.

Quanto a raspagem em si, podemos dividir o processo em duas etapas: supra e subgengival.  Estes são procedimentos para remoção do tártaro, seja nos dentes ou na gengiva, e que também previne processos infecciosos.

  • Raspagem supragengival:

Nesse procedimento, é retirado o tártaro mais visível do dente. Assim, a remoção é feita por instrumentos manuais e com o uso de um ultrassom odontológico;

  • Raspagem subgengival:

Nesse caso, é feita a remoção do tártaro que está abaixo da linha da gengiva. Dessa forma, é realizada a remoção com o uso de curetas, sem machucar a gengiva.

Sobretudo, não é possível determinar objetivamente o tempo de duração do tratamento e do resultado, já que eles dependem do grau da doença periodontal. Nesse sentido, dependendo do caso do paciente, o tratamento poderá requerer uma ou até quatro sessões.

No entanto, o processo de raspagem dental não dói. Desta forma, dependendo da gravidade de inflamação das gengivas ou sensibilidade, pode ser necessária a administração de anestesia local antes da limpeza.

No caso dos dentes, o profissional poderá recomendar o uso de um creme dental dessensibilizante, contribuindo para o alívio do paciente.

Sinais, sintomas e situações indicadas para raspagem no dente:

A princípio, diferentemente da placa bacteriana inicial, o tártaro adquire uma coloração amarelada que pode ser facilmente observada no sorriso. Entretanto, ele não é uma questão meramente estética, e pode causar vários malefícios.

Já para o caso da gengivite, o acúmulo de resíduos que não forem tratados adequadamente podem ocasionar na inflamação da gengiva. Em seguida, o próprio sistema imunológico intensifica o processo inflamatório na tentativa de matar os micro-organismos nocivos, ocasionando nos sintomas citados abaixo:

  • Mau hálito;
  • Problemas estéticos do sorriso;
  • Infecções por bacteremia;
  • Perda óssea e dificuldade em tratamentos protéticos;
  • Perda dental;
  • Sangramento da gengiva;
  • Aparecimento de placa bacteriana (tártaro);
  • Inchaço e vermelhidão na gengiva;
  • Feridas pequenas e pus na boca;
  • Sangramento ao escovar;
  • Retração gengival.
  • Ações preventivas dos malefícios citados:

Acima de tudo, reforçamos que a melhor prevenção para o tártaro e demais problemas bucais é uma higienização bucal eficiente.

Benefícios e cuidados após a raspagem no dente:

No geral, o tratamento pretende:

  • Curar a gengivite, e outros processos inflamatórios ou infecciosos;
  • Diminuir os casos de gengivite e infecções bucais;
  • Diminuir o fluxo de sangramento da gengiva;
  • Impedir o surgimento de doenças que podem causar a perda dentária;
  • Manter a saúde dos tecidos que envolvem os dentes.

No geral, é necessário manter as ações preventivas mencionadas. O profissional responsável deverá indicar os demais processos específicos ao paciente, que vão variar conforme o grau de cada problema. Em casos de hipersensibilidade, o profissional poderá indicar o uso de pasta de dente específica que atuará na redução da sensibilidade.

 

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.