Tecnologia na Odontologia

Raio-x panorâmico: valor, aparelhos e muito mais

raio-x panorâmico valor

A radiografia panorâmica odontológica é uma das melhores formas para avaliação em várias especialidades clínicas. Portanto, neste artigo vamos descrever tudo que você precisa saber sobre o raio-x panorâmico: valor, aparelhos, como solicitar e muito mais. Confira!

Aparelhos de raio-x dentários

Atualmente existem 4 tipos de aparelhos de raio-x usados na odontologia. Estes dividem-se em 2 categorias: aparelhos para radiografia intra-oral e aparelhos para radiografia extra-oral.

Portanto, o aparelho de raio-x panorâmico se enquadra nos equipamentos de radiografia extra-oral, juntamente com os de radiografia cefalométrica e os tomógrafos computorizados de feixe cônico (CBCT).

Contudo, existem equipamentos híbridos, que são capazes de realizar mais do que um tipo de radiografia extraoral:

  • Aparelhos de radiografias panorâmicas e cefalométricas
  • aparelhos de radiografias panorâmicas e CBCT
  • aparelhos de radiografias panorâmicas, cefalométricas e CBCT

Aparelho de raio-x panorâmico ou ortopantomógrafos

Assim sendo, este tipo de aparelho é usado para a obtenção da ortopantomografia, ou radiografia panorâmica e oferece uma imagem 2D de toda a dentição em uma vista frontal.

Por que solicitar uma radiografia panorâmica?

Desse modo, a radiografia panorâmica permite esta visão frontal, facilitando o diagnóstico e a avaliação em inúmeras situações clínicas como, por exemplo:

  • Avaliação ortodôntica;
  • Checagem de lesões ósseas, germes dentários ou dentes impactados;
  • Procedimento prévio da cirurgia buco-maxilo-facial;
  • Como parte da avaliação do suporte ósseo periodontal;
  • Avaliação dos dentes terceiros molares;
  • Avaliação de fraturas maxilo-mandibulares;
  • Planejamentos pré-operatórios diversos;
  • Investigação e verificação de anomalias dentais, patologias, anatomia, entre outros;
  • Avaliação de osteoporose.

Portanto, outra grande vantagem do uso desta técnica extra-oral é a facilidade de sua realização. Sendo grande vantagem em pacientes de difícil manejo, como, por exemplo, em odontopediatria ou na avaliação de pacientes especiais.

Raio-x panorâmico: valor

Atualmente o valor do aparelho de raio-x panorâmico ou ortopantomógrafos está em torno de R$110.000,00.

Por conseguinte, o valor cobrado por exame dependerá da região e do perfil da clínica. Sendo assim, o preço praticado está entre R$ 120,00 e R$ 250,00.

Vantagens de ter um raio-x panorâmico na clínica

Sendo assim, na obtenção de um aparelho de raio-x panorâmico o valor é um grande investimento, e este deve ser avaliado em alguns aspectos. Contudo, leva-se em consideração o custo benefício, sendo importante observar o perfil dos pacientes atendidos e o fluxo de atendimentos.

Portanto, hoje em dia, o encaminhamento de pacientes até uma clínica de radiologia para realização de radiografias panorâmicas ainda é uma prática comum.  

Contudo, buscando facilitar os tratamentos e otimizar a rotina clínica odontológica, este investimento pode valer a pena.

Sendo assim, este investimento trará:

Otimização para os tratamentos

Portanto, atualmente os equipamentos desenvolvidos possuem tecnologia cada vez mais inteligentes, versáteis e inovadores, facilitando o seu manejo.

Por conseguinte, muito úteis para o dia a dia clínico, pois tornam o diagnóstico mais acessível ao dentista. Otimiza-se o tratamento odontológico, contribuindo para melhorar os resultados. 

Acompanhamento clínico constante

Em suma, além de auxiliar durante a primeira avaliação clínica do paciente, permite o acompanhamento dos casos de forma mais efetiva no consultório e o registro de todas as etapas de um tratamento.  

Sendo assim, essa medida confere o necessário resguardo legal ao profissional, e principalmente, registra a evolução apresentada pelo paciente.

Destaque para o seu consultório

Além do raio-x panorâmico proporcionar benefícios para o tratamento, a obtenção de seu próprio equipamento também será um grande diferencial para seu consultório ou clínica em relação à concorrência.

Por isso, a atualização quanto as novidades do mercado é essencial para se destacar oferecendo todos os serviços em um só lugar, com tecnologia, rapidez e conforto.

Menor exposição do paciente com o uso do raio-x panorâmico

Portanto, mais um aspecto vantajoso que podemos citar é a menor exposição necessária para a obtenção de uma radiografia panorâmica, o que promove maior proteção e segurança aos pacientes.

Assim sendo, a radiação emitida é de cerca de 90 microsieverts. Segundo a Comissão Internacional de Proteção Radiológica, a exposição máxima por ano permitida é de 550 vezes esse total.

Bom senso e necessidade

Contudo, vale lembrar que a dose máxima permitida refere-se à intensidade da radiação que uma pessoa pode receber sem prejuízos para a sua saúde. Sendo assim, o cirurgião dentista, deve prescrever com a máxima cautela.

Portanto, o uso do raio-x panorâmico ou de outro tipo de exame radiográfico deve ser segundo a indicação de cada um dos pacientes.

Desvantagens do uso do raio-x panorâmico

Consequentemente, o raio-x panorâmico é um equipamento que não consegue oferecer dados detalhados e precisos a respeito de cada elemento dental ou dos tecidos moles que os envolvem.

Por isso, é um exame indicado em sua maioria para avaliações iniciais dos dentes e da estrutura óssea do maxilar.

Incidência do feixe de raio-x panorâmico

Logo, a incidência do feixe de raio-x, em relação ao plano oclusal, pode demonstrar angulação vertical negativa. Este fator é muito importante e deve ser levado em conta.

Pois, a mais leve inclinação pode gerar a superestimação da quantidade de osso presente na maxila e na mandíbula.

Sendo assim, ocorre a representação incorreta da relação dos bordos inferiores da fossa nasal e dos seios maxilares com as cristas presentes nos rebordos alveolares.

Dimensão palatal

Conforme mencionado, o raio-x panorâmico fornece uma imagem bidimensional. Assim sendo, não fornece ao dentista informações precisas acerca da dimensão palatal (vestíbulo-lingual) ou da inclinação do processo alveolar.

Dimensão vertical e horizontal

Consequentemente, as dimensões vertical e horizontal obtidas por meio das imagens do raio-x panorâmico podem falhar ao representar as proporções e dimensões exatas.

Além disso, podem ocorrer algumas inconsistências entre as distintas localizações dos arcos dentários.

Distorções de imagem

Logo, a cavidade bucal possui formato curvo e a exposição à radiografia panorâmica se dá em um espaço plano. Por conseguinte, alguns pontos da imagem ficam pouco nítidos ou levemente distorcidos.

Assim sendo, quando o dentista necessitar de informações mais detalhadas e precisas, deverá solicitar uma tomografia computadorizada ou realizar o raio-x periapical.

Conclusão

A radiografia panorâmica odontológica é uma das melhores formas para avaliação em várias especialidades clínicas.

Em suma, este exame é obtido através do equipamento de raio-x panorâmico. O valor investido para a obtenção de um equipamento poderá trazer inúmeras vantagens para a clínica ou consultório.

Logo, alguns pontos devem ser avaliados com relação ao custo benefício desta aquisição como, por exemplo, o fluxo de atendimentos.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.