Tratamentos odontológicos

Quanto custa um tratamento de canal?

quanto custa um tratamento de canal

O tratamento de canal é um procedimento endodôntico comum realizado por dentistas para tratar a polpa dentária infectada ou inflamada. Embora a ideia de um tratamento de canal possa parecer assustadora para muitas pessoas, esse procedimento é geralmente seguro, eficaz e pode ajudar a salvar um dente danificado de ser extraído.

Sendo assim, o post trata: o que é um tratamento de canal, quando pode ser necessário, o que esperar durante o procedimento e como cuidar do dente após o tratamento, etc. 

Quando é necessário um tratamento de canal?

O tratamento de canal é uma das técnicas mais importantes e populares em odontologia, sendo amplamente utilizado para salvar dentes que sofreram danos na polpa dentária.

A polpa dentária é um tecido que fica dentro dos dentes e contém nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo. Com isso, quando essa polpa está infectada ou inflamada, o tratamento de canal é necessário para remover o tecido danificado e evitar que a infecção se espalhe para outras partes do corpo. Este é um procedimento complexo, que envolve a remoção cuidadosa da polpa danificada, limpeza e desinfecção do canal radicular e o preenchimento do espaço com material obturador

É importante que o dentista esteja preparado para oferecer um tratamento de qualidade, com atenção aos detalhes e habilidades técnicas, a fim de garantir o sucesso do procedimento e a preservação do dente tratado.

Quanto custa um tratamento de canal?

Primeiramente, vale pontuar que alguns fatores como: região da clínica, o tipo de dente a ser tratado, a gravidade do problema, a experiência e especialização do dentista, entre outros, serão responsáveis por variar bastante o preço do tratamento no mercado.

Em média, o custo de um tratamento de canal pode variar entre R$ 250 a R$ 1.000. Entretanto, vale lembrar que, em alguns casos, pode ser necessário realizar outros procedimentos dentários, como restaurações ou coroas, para completar o tratamento, o que pode aumentar o custo total.

Quando será necessária uma restauração ou coroa?

A restauração ou coroa é frequentemente necessária após o tratamento de canal, para reconstruir o dente tratado e protegê-lo de futuras fraturas ou infecções.

Em geral, quando uma pequena quantidade de tecido dentário é removida durante o tratamento de canal, o dentista precisa realizar uma restauração. Nesses casos, uma restauração simples, como uma obturação, pode ser suficiente para reconstruir o dente.

Porém, se houver a perda de uma quantidade significativa de tecido dentário, uma coroa pode fortalecer o dente e restaurar sua forma e função.

Quantas sessões são necessárias para o tratamento? 

O tratamento de canal, geralmente, é concluído em apenas uma sessão. Mas, é necessário que o profissional avalie o caso individualmente para determinar se serão necessárias mais sessões para realizar o tratamento com segurança e eficácia. Geralmente, a avaliação inclui um exame clínico, histórico médico e dentário completo, além de radiografias dentárias.

Durante o exame clínico, o profissional deve avaliar a condição do dente, incluindo a presença de cáries, fraturas, desgaste e sensibilidade, além de verificar se há inflamação ou infecção na polpa dentária. 

O histórico médico e dentário completo ajudará a entender melhor a saúde geral do paciente e a identificar fatores de risco que possam afetar o tratamento.

As radiografias dentárias são essenciais para avaliar a anatomia do dente e identificar a presença de canais adicionais ou outras anomalias que possam afetar o tratamento. Com base nessa avaliação, será possível e determinar a extensão da inflamação ou infecção, bem como a complexidade do caso.

Com todas essas informações em mãos, será possível decidir quantas sessões serão necessárias.

Quanto tempo dura um tratamento de canal?

A duração de um tratamento de canal pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a complexidade do caso, o número de canais radiculares envolvidos, a presença de infecções e a habilidade do profissional. Em geral, o tratamento de canal é um procedimento odontológico que visa remover a polpa dentária infectada ou danificada, limpar os canais radiculares e selá-los para evitar futuras infecções.

Em situações mais simples, o tratamento de canal pode ser concluído em uma única sessão, que geralmente dura de 60 a 90 minutos. No entanto, em casos mais complexos, pode ser necessário mais de uma sessão para completar o procedimento. O dentista irá avaliar o estado do dente e determinar quantas sessões são necessárias.

É importante instruir bem o paciente após o tratamento de canal, incluindo o retorno para consultas de acompanhamento, se necessário. O sucesso a longo prazo do tratamento depende da correta execução do procedimento, da limpeza adequada dos canais radiculares e do cuidado pós-tratamento.

Como funciona um tratamento de canal?

O tratamento de canal é dividido em algumas etapas principais, que incluem:

  • Anestesia: O dentista aplica anestesia local na área afetada para minimizar a dor e o desconforto durante o procedimento.
  • Acesso ao dente: É feito um pequeno furo no topo do dente para acessar a polpa do dente.
  • Remoção da polpa: A polpa do dente é removida cuidadosamente com materiais 
  • Limpeza do canal radicular: O dentista limpa o canal radicular com soluções antibacterianas para remover qualquer bactéria ou tecido infectado.
  • Preenchimento do canal: O dentista preenche o canal com um material de obturação para selar o dente e evitar novas infecções.
  • Reconstrução do dente: A restauração será necessária dependendo da extensão do dano.
  • Acompanhamento: O profissional deve agendar uma consulta de acompanhamento para avaliar a recuperação do dente do paciente. Assim, conseguirá garantir sucesso do tratamento.

Após o tratamento, é normal o paciente sentir algum desconforto e sensibilidade no dente tratado por alguns dias. Para ajudar, deve-se prescrever medicamentos para controlar a dor e o inchaço. 

É preciso repouso após o procedimento?

Não é necessário repouso após o tratamento de canal. Apesar disso, é importante que o paciente evite atividades que possam colocar pressão ou estresse excessivo na área do dente tratado. Além disso, o paciente deve seguir algumas orientações para garantir que o dente se recupere adequadamente e minimize o risco de complicações. Algumas orientações incluem:

  • Evitar comer ou beber até que a anestesia tenha passado completamente.
  • Evitar mastigar com o dente tratado até que o dentista confirme que está completamente curado.
  • Manter a área ao redor do dente tratado limpa com escovação e uso do fio dental diariamente.
  • Evitar alimentos duros ou pegajosos que possam danificar ou deslocar a obturação.
  • Evitar alimentos ou bebidas muito quentes, ou frios, pois o dente tratado pode ser sensível por alguns dias após o tratamento

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.