Doenças odontológicas

Pus na gengiva: tudo que você precisa saber

pus na gengiva

O pus na gengiva, ou abscesso gengival, é um fluido causado por infecções que aparece nas gengivas, podendo ser encontrado também no espaço entre os dentes e as gengivas. Isso ocorre devido à presença de bactérias que podem atingir essa área devido a um abscesso dentário ou outro problema de higiene bucal, como a periodontite.

Embora possam ser parecidos e apresentar os mesmos sintomas, os abscessos gengivais são ligeiramente diferentes dos abscessos dentários. Vamos te contar mais sobre a presença de pus na gengiva, veja:

O que é pus na gengiva?

O pus na gengiva pode ser caracterizado por uma bolsa de tecido infectada nas gengivas.
Apesar de a boca e as gengivas estarem normalmente cheias de bactérias boas e ruins, o acúmulo de bactérias ruins são as que contribuem para a instalação da placa bacteriana bucal

Sendo assim, caso as bactérias ruins cheguem a uma área de tecido aberto, elas podem assumir o controle, multiplicando-se e provocando uma infecção. Portanto, como uma resposta a infecção, o corpo responde enviando glóbulos brancos e iniciará um processo de eliminação das bactérias presentes no local.

O resultado desse processo vai ser a formação de uma bolsa de pus na gengiva, que pode gerar dor e inchaço.

Tipos de Abscessos 

Quando falamos do pus na gengiva, existem dois tipos principais de abscesso na gengiva: o gengival e o periodontal.

Os abscessos gengivais ocorrem apenas no tecido gengival, ou seja, não envolvem os dentes. Eles podem ocorrer se um pedaço afiado de comida, por exemplo, for alojado diretamente nas gengivas e causar uma infecção.

Já os abscessos periodontais ocorrem no espaço entre os dentes e a gengiva. Estes são mais comuns em pessoas com doença periodontal. Porém, também podem se desenvolver devido a lesões ou alimentos presos entre os dentes e as gengivas.

Sintomas do pus na gengiva:

Os principais sintomas de um abscesso na gengiva são dor e inchaço na área afetada. Além disso, dependendo do local que está localizado a bolha de pus na gengiva, a pessoa pode notar um nódulo ou uma protuberância, que também causa dor e pressão ao mastigar ou morder.

Outros sintomas que podem aparecer:

  • Mau hálito;
  • Presença de pus na boca;
  • Sensação de gosto ruim na boca;
  • Dentes frouxos;
  • Sangramento nas gengivas;
  • Dentes ou gengivas sensíveis
  • Recuo da linha gengival;
  • Febre.

O que causa o aparecimento de pus na gengiva?

A causa de um abscesso na gengiva em geral é um acúmulo de bactérias nos tecidos da gengiva que podem afetar os dentes. No entanto, existem algumas razões possíveis para essa infecção bacteriana ocorrer, que incluem:

Fístula dental

A fístula dental é uma bolha que pode surgir em qualquer lugar da boca, inclusive na região da gengiva. Normalmente, ela é resultado de reações do sistema imunológico contra infecções. 

A fístula, por si só, não causa danos à saúde do paciente, mas como é sinal de que há um processo infeccioso no corpo, o seu aparecimento indica ser necessário buscar a causa do seu aparecimento.

Se a causa vier de algum dente, será preciso tratá-lo e, em alguns casos, fazer o uso de medicamentos antibióticos. Além disso, é importante fazer a drenagem do pus da fístula.

Periodontite

A periodontite é uma inflamação grave na gengiva, geralmente causada por infecção bacteriana. Como resultado desse processo, o desgaste dos tecidos de sustentação dos dentes, o osso da mandíbula e da maxila poderá ocasionar a mobilidade dos dentes, e consequentemente a perda desses dentes. 

Além da presença de pus na gengiva, outros sintomas da periodontite são: sangramento e mau hálito. Ainda assim, a periodontite pode ser uma doença silenciosa.

Alveolite purulenta

A parte interior do osso no qual os dentes se encaixam é chamada de alvéolo. Quando esses alvéolos estão infeccionados, chamamos essa infecção de alveolite purulenta. Um dos seus sintomas é o surgimento de pus na gengiva, mas, além disso, também podem ocorrer sangramentos, dor e mau cheiro.

Abscesso dentário

O abscesso dentário é uma bolsa de pus causada por infecção bacteriana. Essa infecção pode acometer o dente e a gengiva, perto da raiz. Os seus principais sintomas, além da presença de pus na gengiva, são dores, sensibilidade e inchaço.

Esse tipo de lesão costuma ser causado por cáries que não receberam o tratamento adequado, mas também é comum aparecer como consequência de um dente siso que não tem espaço para nascer, ferimentos ou procedimentos odontológicos mal realizados.

Sistema imunológico comprometido

Um indivíduo com seu sistema imunológico enfraquecido também pode ter mais chances de sofrer um abscesso gengival. Isso porque o corpo pode ter mais dificuldade em combater infecções.

Condições que afetam o sistema imunológico, como o HIV, podem tornar mais difícil para o organismo combater as bactérias que levam a doenças gengivais e abscessos.

Quanto tempo dura a presença do pus na gengiva?

O abscesso na gengiva pode se desenvolver de duas maneiras e terem tempo de duração diferentes, são eles:

  • Abscesso agudo: é quando ocorre a formação da bolsa de pus de maneira rápida, causando fortes dores. Essa condição deve ser tratada o mais rápido possível, pois possuem sintomas aparentes;
  • Abscesso crônico: quando a infecção se desenvolve de maneira mais lenta, fazendo com que ela seja menos evidente e fique despercebida, ou seja, ela pode durar muito tempo.

Tratamento

No consultório odontológico, o tratamento para um abscesso gengival inclui a drenagem do abscesso, fazendo uma pequena incisão na área inchada. Quando o abscesso está aberto e liberando o pus, pode-se simplesmente aplicar pressão na área para permitir que o pus seja drenado completamente.

Além disso, o dentista pode realizar a remoção de contaminantes da área entre as gengivas e os dentes, caso o seu paciente apresente sinais de acúmulo de placa ou doença periodontal, por uma limpeza especializada para remover o acúmulo de placa e tártaro.

Outra parte essencial do processo de tratamento padrão para um abscesso na gengiva é o uso de antibióticos.  Os antibióticos orais podem eliminar as bactérias causadoras da infecção, impedindo que ela se espalhe ou haja reinfecção na área. 

O uso do medicamento também pode reduzir o inchaço e a dor na área afetada, o dentista deve avaliar o paciente após a drenagem e observar se há necessidade da prescrição do medicamento.

Uma forma de acompanhar o desenvolvimento do pus na gengiva é solicitando um raio-x para verificar se o abscesso causou alguma lesão óssea. A perda óssea pode ocorrer quando há uma infecção grave ou quando o abscesso gengival ficar sem tratamento por um longo tempo.

Abscesso gengival vs. abscesso dentário

De uma forma geral, um abscesso gengival ocorre nas gengivas, enquanto um abscesso dentário ocorre no próprio dente.

Porém, devemos avaliar todo o caso, por exemplo, um abscesso periodontal geralmente afeta o dente e a gengiva.

Além disso, às vezes, uma infecção no dente e na polpa pode levar a uma infecção nas gengivas. Pois, um dente com uma grande cavidade ou cárie na raiz, pode criar espaço dentro do dente e tecido circundante para que as bactérias se multipliquem, gerando o pus tanto no dente quanto na gengiva.

Por outro lado, um abscesso gengival profundo pode piorar e começar a afetar os dentes e a polpa. Infecções graves, como aquelas que envolvem o dente e a gengiva, geralmente requerem tratamento extensivo e acompanhamento periódico do paciente.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.