Tratamentos odontológicos

Pré-molares: saiba tudo sobre esses dentes

Pré-molares

Os pré-molares são os dentes que estão posicionados posteriores aos caninos, e anteriores aos molares. São dentes que trabalham conjuntamente com os molares na mastigação devido a sua área oclusal. Além disso, contribuem por manter a dimensão vertical de oclusão, sendo suporte para lábios e bochechas. Dessa maneira, preparamos um artigo completo sobre tudo que você precisa saber.

Anatomia dos pré-molares

O formato desses dentes é em pentágono, são menores que o canino, tem as suas bordas convergentes e as arestas mesial e distal são semelhantes.

O 1º pré-molar é maior que o 2º pré-molar. Além disso, não podemos nos esquecer que os pré-molares são encontrados apenas na dentição permanente (substituindo os molares decíduos).

Diante de cada face desse elemento, podemos observar:

  • Pelo aspecto vestibular: a coroa tem a forma de um pentágono, o declive mesial da cúspide vestibular é mais curto que o distal (exceto no 1º pré-molar superior), presença de crista vestibular.
  • Aspecto lingual: a face lingual é mais estreita que a vestibular (exceto no 2º pré-molar inferior).
  • Pelo aspecto oclusal: é mais largo no sentido vestíbulo-lingual do que no sentido mésio-distal, presença de vertentes triturantes mesiais e distais, cristas triangulares (vestibular e lingual) se encontram no sulco central.

Características diferenciais entre pré-molares superiores e inferiores:

Quando observados pela vista oclusal, os pré-molares superiores são mais longos no sentido vestíbulo-palatino. Entretanto, os inferiores são mais quadrados, a crista vestibular é mais proeminente nos pré-molares superiores, a coroa dos inferiores aparentam estar mais inclinadas para distal. Além disso, existe um declive lingual das coroas nos inferiores.

Características diferenciais entre 1º e 2º pré-molares-superiores:

O 1º pré-molar superior é mais longo e mais largo que o 2º pré-molar superior. Dessa maneira, o 1º pré-molar superior é o único que apresenta a ponta da cúspide vestibular deslocada para a distal do longo eixo, tornando o declive mesial maior que o distal; o formato da cúspide vestibular do 1º pré-molar superior é mais pontiagudo.

Pouco mais da metade dos 1º pré-molares possuem duas raízes, enquanto a maioria dos 2º são monorradiculares. Ainda, a cúspide palatina é mais curta nos 1º pré-molares superiores.

Características diferenciais entre 1º e 2º pré-molares inferiores:

Observando pelo aspecto vestibular, o 1º pré-molar inferior tem coroa mais longa e a cúspide vestibular mais pontiaguda. O 2º pré-molar inferior geralmente é mais largo no colo cervical. O 1º pré-molar inferior tem a raiz mais curta, com ápice pontiagudo, enquanto o 2º pré-molar inferior tem raiz mais longa e o ápice obtuso.

Pelo aspecto lingual, o 1º pré-molar inferior tem a coroa mais estreita na lingual. Enquanto isso, o 2º pré-molar inferior tem a lingual bastante larga, já o 2º pré-molar inferior apresenta uma ou duas cúspides linguais (a mésio-lingual é mais larga).

Pela vista oclusal, o 1º pré-molar inferior possui um contorno assimétrico, enquanto o 2º pré-molar inferior tem aspecto quadrado. A face oclusal do 2º pré-molar inferior é maior; enquanto o 1º pré-molar inferior tem grande convergência para lingual (principalmente na mesial), o 2º pré-molar inferior pode apresentar a lingual mais larga que a vestibular; além da crista transversa ser bem mais definida no 1º pré-molar inferior.

Cronologia de erupção:

Os primeiros e os segundos pré-molares irrompem entre os 10 e12 anos. Esses são os dentes que substituem os primeiros e segundos molares decíduos, respectivamente.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.