Especialidades odontológicas

Periodontia: entenda tudo sobre essa especialidade

Periodontia

A periodontia é uma área da odontologia especializada no diagnóstico, prevenção e tratamento dessas doenças, que afetam os tecidos de suporte dos dentes.

Todos os dentistas dedicados à saúde bucal dos seus pacientes certamente já se deparam com uma doença periodontal. Por isso, neste artigo, iremos explorar a importância da periodontia e como ela contribui para a saúde bucal e o sorriso perfeito dos pacientes.

O que é periodontia?

A periodontia é uma especialidade da odontologia que se dedica ao estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças periodontais, que afetam os tecidos de suporte dos dentes. Sendo assim, essa área da odontologia é essencial para manter a saúde bucal, pois as doenças periodontais podem levar à perda dos dentes se não forem tratadas adequadamente.

Diferença entre periodontia e endodontia:

A periodontia e a endodontia são duas especialidades distintas dentro da odontologia, cada uma focada em diferentes aspectos do tratamento dentário, mas algumas pessoas ainda possuem dúvidas em relação à atuação das duas. 

Diferentemente da periodontia que se dedica ao diagnóstico, prevenção e tratamento das doenças periodontais, que afetam os tecidos de suporte dos dentes, como gengivas, osso alveolar e ligamento periodontal, a endodontia é a especialidade que trata das doenças e lesões da polpa dentária. Dito isso, os endodontistas estão focados em diagnosticar e tratar problemas como cáries profundas, infecções dentárias, inflamações e necroses da polpa dentária.

O tratamento endodôntico mais conhecido é o tratamento de canal, no qual o endodontista remove a polpa dentária infectada ou inflamada e limpa o interior do canal radicular. Em seguida, o canal é preenchido com um material obturador para selar o espaço, prevenindo a entrada de bactérias e infecções futuras. Dessa maneira, o objetivo da endodontia é salvar o dente, removendo a fonte de infecção e aliviando a dor do paciente.

Tratamentos periodontais

Existem diferentes tratamentos periodontais disponíveis, que variam conforme a gravidade da doença periodontal e as necessidades específicas de cada paciente. Dessa forma, aqui estão alguns dos tratamentos periodontais mais comuns:

Raspagem e alisamento radicular: 

Também conhecido como “limpeza profunda”, é um procedimento realizado em pacientes com gengivite ou periodontite inicial. Sendo assim, consiste na remoção da placa bacteriana e do tártaro das superfícies dos dentes e das raízes expostas. Portanto, o objetivo é eliminar as bactérias e as toxinas presentes nas bolsas periodontais, permitindo que as gengivas se curem e se fixem novamente aos dentes.

Cirurgias periodontais: 

Em casos avançados de periodontite a intervenção cirúrgica é uma opção para tratar as áreas afetadas. Existem diferentes tipos de cirurgias periodontais, como:

  • Cirurgia de retalho: Realizada para acessar as raízes dos dentes e remover o tártaro, permitindo uma limpeza mais profunda. Entretanto, também pode envolver a remodelação do osso alveolar e a correção de defeitos gengivais.
  • Cirurgia de enxerto ósseo: É feita para regenerar o osso alveolar perdido devido à doença periodontal. O osso pode ser obtido do próprio paciente, de um doador ou de substitutos ósseos sintéticos.
  • Cirurgia de enxerto gengival: É realizada para corrigir retrações gengivais, nas quais as gengivas recuam e expõem as raízes dos dentes. Nesse procedimento, tecido gengival saudável é transplantado para cobrir as áreas expostas e melhorar a estética e a proteção dos dentes.

Terapia com laser: 

A terapia com laser é uma abordagem moderna que utiliza feixes de luz de alta intensidade para remover tecidos infectados e promover a regeneração dos tecidos periodontais. Portanto, pode ajudar a reduzir a inflamação, promover a cicatrização e estimular o crescimento de gengivas saudáveis.

Uso de medicamentos: 

Em alguns casos, o profissional pode indicar o uso de medicamentos como parte do tratamento periodontal, como antibióticos e antimicrobianos tópicos.

Manutenção periodontal: 

Após o tratamento o paciente deve possuir uma rotina de cuidados de saúde bucal adequada e agendar visitas regulares de acompanhamento. Sendo assim, durante essas consultas, o dentista ou higienista dental fará uma avaliação da saúde periodontal, realizará limpezas e monitorará o progresso do tratamento.

Limpeza periodontal 

A limpeza periodontal, também conhecida como raspagem e alisamento radicular, é um procedimento realizado por um dentista periodontista ou higienista dental como parte do tratamento da doença periodontal. 

É um procedimento importante para remover a placa bacteriana, tártaro e toxinas presentes nas superfícies dos dentes e nas raízes expostas.

Recomenda-se a limpeza periodontal quando há sinais com: gengivas inflamadas, sangramento gengival, retração gengival, bolsas periodontais profundas e mobilidade dentária. Logo, o objetivo do procedimento é eliminar as bactérias e as substâncias nocivas que contribuem para a inflamação e a destruição dos tecidos de suporte dos dentes.

Geralmente, realiza-se o procedimento de limpeza periodontal em várias etapas, como: 

  • Anestesia local: Para garantir o conforto do paciente durante o procedimento, em alguns casos o profissional pode aplicar uma anestesia local para adormecer a área a ser tratada.
  • Remoção da placa e do tártaro: O profissional utiliza instrumentos especiais, como curetas periodontais e ultrassom, para remover a placa bacteriana e o tártaro que se acumularam nas superfícies dos dentes e abaixo da linha da gengiva. Esses depósitos são responsáveis por irritar e inflamar os tecidos gengivais.
  • Alisamento radicular: Após a remoção do tártaro, o profissional realiza o alisamento radicular, que consiste em suavizar as superfícies das raízes dos dentes. Dessa maneira, ajuda a eliminar as irregularidades e áreas rugosas onde as bactérias podem se alojar, facilitando a cicatrização dos tecidos gengivais.
  • Lavagem e enxaguante: Após a remoção da placa bacteriana e tártaro, a área é cuidadosamente lavada para remover os resíduos soltos. Entretanto, em alguns casos, o paciente pode utilizar um enxaguante antimicrobiano para controlar as bactérias e promover a cicatrização.
  • Acompanhamento e cuidados adicionais: Após a limpeza periodontal, o profissional fornecerá orientações sobre cuidados bucais adequados e recomendará o uso de escovas de dente macias, fio dental e enxaguantes bucais específicos.

Dica extra: 5 Livros de periodontia 

  1. “Carranza’s Clinical Periodontology” – Michael G. Newman, Henry H. Takei, Perry R. Klokkevold, Fermin A. Carranza
  1.  “Clinical Periodontology and Implant Dentistry” – Niklaus P. Lang, Jan Lindhe
  1.  “Cohen’s Pathways of the Pulp” – Kenneth M. Hargreaves, Louis H. Berman
  1.  “Periodontology at a Glance” – Valerie Clerehugh, Aradhna Tugnait, Robert J. Genco

   5. “Clinical Periodontics” – Michael G. Newman, Henry Takei, Perry R. Klokkevold,   Fermin A. Carranza

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.