Tratamentos odontológicos

Onlay: conheça esse tipo de restauração

onlay

Utilizamos a expressão onlay para se referir à restauração dentária indireta – aquela realizada em bloco ou coroa. Embora essa técnica também possa ser feita manualmente, essa restauração é geralmente confeccionada com o uso de softwares avançados, a partir de uma moldagem prévia do dente do paciente.

Essa restauração proporcionará blocos mais precisos, além de possuir uma maior similaridade com os dentes naturais do paciente, uma vez que os materiais utilizados são: porcelana, resina composta, cerâmica e metal. Além disso, essa técnica possuir uma maior durabilidade do que as restaurações convencionais.

O que é uma onlay no dente?

A restauração onlay é uma técnica utilizada para restaurar os dentes com muita perda, principalmente, nas paredes dentárias. Além disso, pode-se aplicar também na recuperação de toda a estrutura dentária que fica em contato com os dentes opostos, durante os processos de mastigação e oclusão.

A técnica é bastante versátil, pois o dentista pode aplicá-la para substituir restaurações antigas ou recuperar dentes fraturados. Outra forma de aplicar o onlay é ao realizar uma correção ou até mesmo para prevenção de desgastes por conta do bruxismo, em pessoas que sofrem com esse problema.

Quanto tempo dura a restauração onlay?

A durabilidade da restauração onlay varia conforme os hábitos e cuidados de cada paciente. Porém, quando há o cuidado adequado e uma boa higiene bucal, a restauração possui uma alta durabilidade, podendo ultrapassar os 10 anos de uso.

Além disso, vale lembrar que elas não mancham com o tempo, o que faz com que a estética seja mantida durante todo o período em que forem utilizadas.

Quando indicar o onlay?

O dentista vai indicar esse tipo de prótese quando ocorrer uma grande perda de estrutura dental, em que a restauração convencional não consegue devolver a forma nem a resistência adequada ao dente que foi lesado.

Sendo assim, veja algumas das situações em que há indicação da restauração onlay:

Extensão da cárie ou dano

Caso a área afetada pela cárie ou dano se estender além da superfície de mastigação do dente, envolvendo uma ou mais cúspides, uma restauração onlay é uma boa opção de tratamento.

Integridade estrutural

Quando a estrutura dentária danificada é significativa, a onlay pode ser recomendada para restaurar e fortalecer o dente.

Estética

A restauração onlay é uma boa escolha em dentes visíveis, como os pré-molares e molares, pois ela possui uma aparência bem similar com os dentes do paciente.

Oclusão e função mastigatória:

Se o dente em questão está sujeito a forças mastigatórias significativas, a restauração onlay é uma opção adequada.

Porém, apesar de ser raro os casos em que não pode ser usado onlay, pacientes com severa carga oclusal deve ser avaliado o tipo de material utilizado.

Quantas sessões são necessárias para realizar o tratamento?

Quando mencionamos tempo de tratamento, em média, podem ser necessárias até três sessões para fazer esse tratamento por completo. Geralmente, na primeira consulta, o dentista faz a moldagem das próteses, conforme as necessidades e características de cada paciente.

Já em um segundo momento, é preciso fazer uma prova da prótese, em que o dentista vai analisar se precisa de possíveis ajustes na cor e no formato do onlay. Finalmente, na última consulta, já com o onlay polido e com os ajustes prontos, o que ocorre é a cimentação nos dentes do paciente.

Como fazer a preparação do dente do paciente para restaurações onlay?

A preparação do dente para restaurações onlay envolve os seguintes passos gerais:

  1. Anestesia: antes de iniciar o procedimento, é importante garantir que o paciente esteja adequadamente anestesiado para minimizar o desconforto durante a preparação do dente.
  2. Isolamento do campo operatório: após a anestesia, utilize técnicas de isolamento, como o uso de lençol de borracha, para isolar o dente a ser restaurado. Isso vai ajudar a manter o campo operatório limpo e seco, evitando a contaminação por saliva.
  3. Remoção do tecido cariado ou danificado: utilize instrumentos como brocas odontológicas para remover completamente a cárie ou o tecido danificado do dente. Certifique-se de obter uma preparação com margens claras e definidas.
  4. Preparação da cavidade: realize uma preparação específica para a restauração onlay, levando em consideração a extensão do dano e a indicação do caso. 
  5. Retenção mecânica: crie retenções mecânicas, como sulcos ou ranhuras, nas paredes da cavidade preparada para garantir uma adesão adequada da restauração ao dente;
  6. Moldagem do dente preparado: tire um molde preciso do dente preparado utilizando materiais de moldagem. Após isso, envie ele ao laboratório de prótese dentária para a fabricação da restauração onlay.
  7. Provisório: se necessário, crie uma restauração provisória para proteger o dente preparado enquanto a restauração permanente está sendo fabricada no laboratório.

Após a preparação do dente e a moldagem, você irá enviar o molde ao laboratório de prótese dentária, onde a restauração onlay será confeccionada segundo as especificações necessárias. 

Quando a restauração permanente estiver pronta, você cimentará ou irá colar ela no dente preparado, proporcionando uma restauração estética e funcional.

Restauração onlay: resina, porcelana e outros materiais

A restauração dentária do tipo onlay, geralmente, é confeccionada em três diferentes tipos de materiais: resinas compostas, porcelana ou zircônia.

Onlay de resina

Sem dúvida, o método que utiliza a restauração em resina onlay é o que possui menor custo em relação aos outros. Além de ser mais em conta, a técnica também tem alta durabilidade, devido ao uso de resinas mais reforçadas. 

Em relação à parte estética, a técnica de restauração onlay resina não deixa a desejar, ela possui resultados estéticos elevados, tanto quanto o onlay de porcelana.

Onlay de porcelana

Também conhecido como restauração dentária em porcelana, é a técnica ideal para qualquer situação: resultados estéticos elevados e muita durabilidade.

Confeccionada manualmente em laboratório ou via fresagem computadorizada de blocos cerâmicos já prontos, é ideal para recuperar perdas dentárias extensas e tratamentos combinados com lentes de contato dental e facetas de porcelana.

Onlay de zircônia

A zircônia é um material bastante utilizado na confecção de próteses dentárias fixas, pinos protéticos, dentaduras fixas e até mesmo implantes dentários.

Apesar dela ser mais rígida e durável que a cerâmica, tem como desvantagem resultados estéticos limitados e indicações restritas a dentes posteriores. 

As vantagens da restauração dentária em zircônia ficam por conta do preço mais em conta comparado à sua versão em cerâmica.

Onlay de metal

Confeccionada em liga metálica, não consegue reproduzir a cor natural dos dentes, mas a sua funcionalidade é a mesma.

Qual a diferença entre inlay e onlay?

Quando falamos em quais são as principais diferenças entre as próteses dentárias onlay e inlay, concluímos que a única diferença é que a extensão que vamos recuperar.

O bloco onlay recupera uma maior extensão da estrutura que foi perdida do dente, enquanto o bloco inlay restaura partes do dente de menor extensão, ou seja, esse tipo de aplicação pode servir para fechar o espaço entre os dentes, a fim de evitar o acúmulo de alimentos naquela região.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.