Doenças odontológicas

Língua ardendo: saiba o que pode ser?

Língua ardendo

É bastante comum encontrar pessoas que possuam a sensação de língua ardendo, mas o que é isso? Essa queimação nem sempre está associada à ingestão de alimentos quentes, por exemplo, às vezes esse sintoma se manifesta sem ter uma causa aparente.

Sendo assim, é recomendado que caso a ardência demore mais do que 3 dias para desaparecer, ou apresente outros sintomas em conjunto, como placas brancas na língua, mau cheiro ou sangramento, você deve avaliar qual a causa dos sintomas e iniciar o tratamento.

Vamos te mostrar os mais comuns sintomas e causas dessa ardência, veja:

O que pode ser língua ardendo? 

Como já mencionamos, a língua ardendo pode ser devido a diferentes causas e, sendo assim, na maioria das vezes, não é difícil de ser diagnosticada. Dessa forma, a sensação de ardência pode ser causada por boca seca, deficiências nutricionais, irritações na boca, efeitos colaterais causados por medicamentos, ingestão de alimentos muito quentes ou problemas bucais. Listamos cada um dos sintomas para você conhecer um pouco mais sobre eles.

Boca seca

Esse problema ocorre quando não há a produção salivar suficiente para a cavidade oral se estabelecer úmida. Conhecida como xerostomia, ela provoca uma sensação de pegajosidade e “boca seca”, podendo causar a língua ardendo. Além disso, ardência e dor geralmente surgem quando a secura é crônica. Dessa forma, o problema bucal pode ser gerado por fatores como:

  • Utilização de alguns tipos de medicamentos;
  • Doenças que atingem as glândulas salivares;
  • Alterações hormonais.

Efeitos de medicamentos

A ardência da língua também pode aparecer como consequência de efeitos colaterais de medicamentos. Portanto, esses remédios podem estar ligados à causa da glossodinia, gerando a secura bucal.

Dessa forma, é importante fazer uma anamnese com o seu paciente para saber se quando iniciou os sintomas da língua ardendo ele estava recorrendo a medicamentos. 

Radioterapia ou quimioterapia

A radioterapia e a quimioterapia podem gerar efeitos em todo o corpo, incluindo a boca. Dessa forma, o tratamento para o câncer, devido a sua intensidade, pode causar feridas na região ou sensação de língua ardendo. Avalie e acompanhe seu paciente no tratamento para evitar infecções bucais durante o tratamento.

Problemas bucais

Alguns problemas bucais podem causar a sensação de língua ardendo, como:

Síndrome do ardor bucal

A Síndrome de Ardor Bucal, ou Síndrome da Boca Ardente (SBA), é uma condição caracterizada pela sensação de ardência na mucosa oral, mas que não possui uma razão aparente e geralmente, a ardência está localizada na língua.

A SBA – também pode ser chamada de glossodinia – é uma síndrome difícil de se diagnosticar, além disso, o principal alvo atingido são mulheres que já passaram pela menopausa. Ela é responsável por provocar uma alteração da sensibilidade ou algum desequilíbrio das terminações nervosas da cavidade bucal.

Além disso, mudança no paladar do paciente e a presença de formigamento, também são alguns dos sintomas da síndrome da boca ardente.

Tipos de SBA

É possível ainda classificar a síndrome em dois tipos principais, veja:

Síndrome da boca ardente primária – conhecida como “idiopática”, a síndrome primária é a mais comum, em que a ardência consegue ser detectada. Porém, não é possível encontrar sua causa, uma vez que não são observadas evidências clínicas ou laboratoriais da SBA;

Síndrome da boca ardente secundária – é o tipo onde as causas para a SBA podem ser determinadas. Essa condição é menos frequente, já que as causas dessa doença são desconhecidas.

Porém, podemos citar algumas causas que podem estar ligadas a SBA:

  • Alergias;
  • Deficiências nutricionais;
  • Refluxo;
  • Próteses mal ajustadas;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Depressão
  • Uso de alguns medicamentos;
  • Diabete;
  • Síndrome de Sjogren;
  • Alterações nos nervos que controlam o paladar e a dor.

O diagnóstico e tratamento da síndrome são difíceis de realizar. Mas, para realizar o tratamento, é indicado eliminar quaisquer agentes locais irritantes que possam contribuir com a ardência, como produtos orais ou alimentos apimentados. Além disso, para o tratamento da síndrome, pode-se precisar de uma equipe multidisciplinar devido às diversas causas.

Infecção por fungos

A infecção por fungos pode ser caracterizada pela falta de higienização oral e de cuidados preventivos. Se tratando da ardência na língua, a patologia mais relacionada é a candidíase oral, sendo o acúmulo do fungo Candida Albicans na boca.

É muito comum encontrar essa patologia em bebês devido ao sistema imunológico pouco desenvolvido. Porém, apesar de ser frequente em bebês, essa condição pode aparecer também em adultos com baixa imunidade ou que usam próteses.

Além disso, a candidíase é considerada contagiosa, uma vez que pode ser transmitida através do beijo – caso o indivíduo apresente baixa imunidade – ou ainda passado da mãe para o bebê. Alguns dos sintomas presentes são o aparecimento de aftas na língua, ou bochecha, e a presença de uma placa branca na língua ou garganta. 

Como tratamento, recomenda-se a aplicação de antifúngicos na boca, além de manter a higiene bucal diária correta.

Câncer de língua

O câncer de língua é outra das possibilidades que você pode relacionar à língua ardendo. Esse tipo de câncer é mais comum em fumantes ou pessoas que ingerem muita bebida alcoólica. 

Pessoas que sofrem com o aparecimento constante e repetitivo de lesões ou úlceras bucais, consequentes da má higienização, perda de dentes ou próteses mal ajustadas, possuem mais tendência ao câncer na língua e, consequentemente, o sintoma da língua ardendo.

Irritação nas papilas gustativas

Outro fator que pode ocasionar a ardência é a irritação das papilas gustativas. As papilas gustativas, encontradas na superfície da língua, são sensíveis a agentes externos – o que pode causar a ardência.

Dessa forma, um dos sinais que indicam a irritação das papilas é a formação de pequenas bolinhas vermelhas que ardem na ponta da língua. As possíveis causas que levam a essa irritação podem incluir:

  • Alergia a alimentos;
  • Tabaco;
  • Temperos;
  • Álcool;
  • Pasta de dente;
  • Herpes oral;
  • Aftas;
  • Traumas, como morder a língua;
  • Eritema multiforme;
  • Líquen plano oral;
  • Infecção pelo HPV.

Geralmente, esses sintomas são acompanhados da ardência e também pode haver dor.

Língua fissurada

A língua fissurada é responsável por mudar a textura lingual e se caracteriza pelo aparecimento de fissuras e sulcos, presentes no dorso lingual.

Nessa situação, o que pode acontecer é o paciente não apresentar dor, mas sim um incômodo e ardência na região.

Além disso, os sulcos na língua podem ser muito profundos e causar o acúmulo de alimentos no local. Portanto, essa condição pode levar ao desenvolvimento de colônias de microrganismos que, consequentemente, podem gerar infecções.

Dessa forma, além do tratamento específico, é indicada a higienização da língua com uma escova com cerdas macias ou raspador de língua, a fim de evitar piora do quadro e o acúmulo de alimentos na região.

Consumir bebidas ou alimentos quentes, ácidos ou picantes

Por fim, um dos principais motivos da ardência: alimentos quentes e ácidos. É bastante comum que a pessoa ao queimar a língua com bebidas quentes ou comer algo muito apimentado, sinta a língua ardendo. Isso acontece porque quando a temperatura muito alta atinge o tecido da boca, pode causar uma queimadura na bochecha, lábios, gengiva e língua.

Além disso, os alimentos ácidos e picantes, também podem causar a sensação de língua ardendo por um tempo, mas nessas condições geralmente passa rápido.

Como aliviar a língua ardendo?

O método utilizado para aliviar a sensação de língua ardendo, depende da causa do problema. Veja a seguir algumas intervenções para orientar seus pacientes:

Aumentar o consumo de água

Incentivar o consumo de água, principalmente em caso de boca seca. Como a glândula salivar não consegue produzir a quantidade de saliva necessária para manter a boca úmida, é preciso aumentar a ingestão de água.

Evitar alimentos ácidos

A orientação para quando os sintomas da língua ardendo aparece esporadicamente é evitar os alimentos muito quentes, ácidos e/ou picantes, para observar se algum alimento está causando sensibilidade.

Além disso, é fundamental manter uma boa higiene bucal e caso não diminua a ardência, mesmo retirando esses alimentos, faça exames para buscar outra causa e outro tratamento.

Realizar a higiene bucal corretamente

A língua ardendo pode ser causada por infecção por fungos, a candidíase. Evita-se essa doença mediante uma higiene bucal feita de forma correta, efetuando-a pelo menos duas vezes ao dia.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.