Materiais odontológicos

Laser odontologia: função, preço, benefícios e muito mais

Laser odontologia

Não é novidade que a odontologia vem se atualizando e utilizando cada vez mais tecnologias para auxiliar nos procedimentos. Um exemplo de tecnologia muito utilizada é o laser, que, de acordo com Vagner Ortega, coordenador do Mestrado em Odontologia Digital da Faculdade São Leopoldo Mandic, em uma palestra sobre Odontologia Digital, ter um laser é – “pensar em processos, diagnósticos de forma dinâmica para uma melhor Odontologia”.

Por isso, devido à importância da odontologia digital e a diversidade de possibilidades de utilização do laser na odontologia, esse artigo tratará tudo o que você precisa saber sobre essa tecnologia. 

Qual a função do laser na odontologia? 

Como foi dito, o laser tem diversas possibilidades de utilização nas clínicas odontológicas. As principais são:

  • Tratamento de cáries
  • Tratamento de gengivite e periodontite
  • Remoção de manchas e clareamento dental
  • Tratamento de lesões orais: 
  • Cirurgia periodontal

Utilizando o laser nesses procedimentos o dentista o tornará mais eficiente e preciso, com sangramento reduzido. Além disso, oferece ao seu paciente um tratamento sem dor, com uma cicatrização melhor. 

Benefícios da Laserterapia na odontologia: 

O uso do laser na odontologia oferece vários benefícios, incluindo:

  1. Redução da dor e desconforto:

Se utiliza o laser em muitos procedimentos odontológicos, pois reduz a dor e o desconforto do paciente. Ele é menos invasivo do que as técnicas tradicionais de odontologia e pode minimizar a necessidade de anestesia.

  1. Cicatrização mais rápida: 

O uso do laser na odontologia pode ajudar a acelerar o processo de cicatrização, pois a luz do laser estimula a regeneração de tecidos e reduz o tempo de recuperação.

  1. Redução do sangramento e inchaço:

 O laser é uma ferramenta precisa que permite que o dentista direcione o feixe de luz para áreas específicas do dente ou gengiva, reduzindo o risco de sangramento e inchaço.

Sendo algo benéfico tanto para os dentistas, pois conseguem ter melhor visibilidade no procedimento, e também para os pacientes, já que alguns podem se assustar ao verem muito sangue.

Com isso, o profissional e o paciente terão maior percepção de sucesso do procedimento.

  1. Aceleração do clareamento dental:

Nesse contexto, o profissional conseguirá oferecer ao seu paciente que ele tenha os mesmos ou até melhores resultados em um curto espaço de tempo comparado com clareamento caseiro, por exemplo. 

  1. Precisão e eficácia: 

A utilização do laser possibilita maior precisão para remover o tecido afetado, reduzindo a necessidade de remover tecido saudável ao redor da área afetada.

  1. Menor risco de infecção:

O laser também é usado para esterilizar a área tratada, já que ajuda a reduzir o risco de infecção após o procedimento.

Além desses fatores citados, ter um laser na clínica odontológica, mostra que o profissional está antenado nas atualizações da profissão e permite maior competição com os concorrentes. 

Tipos de laser na odontologia:

A escolha do tipo de laser utilizado depende do procedimento específico que o dentista deve realizar. Cada tipo de laser tem suas próprias vantagens e desvantagens, e o dentista irá escolher o mais adequado para o procedimento que está sendo realizado.

Os dois mais utilizados são:

  1. Laser de diodo: este é um tipo de laser usado principalmente para remover tecido mole, como gengivas e mucosa oral. O laser de iodo também é utilizado em clareamento dental e na remoção de manchas nos dentes.
  1. Laser de Erbium: utilizado para cortar tecidos duros, como dentes e ossos. Também pode ser usado para tratar cáries e para remover tecido mole.

Ambos os tipos de laser são seguros e eficazes em odontologia

Preço laser odontologia:

Claramente, o uso de laser é mais caro do que as técnicas tradicionais de odontologia, mas pode oferece todas as vantagens significativas em termos de conforto e eficácia. 

No geral, os equipamentos completos necessários para um tratamento com laser, custam em média entre R$3.000 e R$4.500

Como calcular o preço de um procedimento odontológico com laser?

Muitos profissionais possuem dúvidas na hora de precificar o seu trabalho, considerando os materiais utilizados, sua mão de obra e outros fatores inclusos. Sendo assim, 5 pontos podem te ajudar a precificar melhor o tratamento:

  1. Tipo de procedimento: Considerando o tipo de procedimento é possível analisar o tempo gasto e a complexidade, por exemplo. Entender quanto tempo aquele paciente irá demandar e a dificuldade daquele procedimento, ajudará o profissional a manter um padrão coerente na sua precificação 
  1. Tipo de laser utilizado: Como alguns tipos de laser são mais caros que outros, é importante, claro, contabilizar o investimento necessário para o paciente usufruir daquela tecnologia.
  1. Localização geográfica: Consultórios localizados em áreas urbanas ou em áreas mais caras podem cobrar mais pelo uso de tecnologias avançadas, como o laser. Portanto, caso o dentista mude de localização, pode acontecer de o valor dos seus procedimentos mudarem também. Isso acontece, pois os custos para arcar com clínicas nos centros urbanos são bem mais altos do que em localizações mais afastadas.
  1. Experiência do profissional: Em qualquer profissional que uma pessoa vá, com certeza ela gostaria de estar consultando com um profissional que tenha experiência naquilo. Sendo assim, quanto mais experiência o dentista tiver com o laser, cursos especializantes no seu currículo, etc. trarão maior confiabilidade ao paciente e, assim, o dentista poderá levar esses fatores em conta na hora de precificar. 

Laser odontologia infantil 

O dentista pediatra será o responsável por cuidar das crianças, utilizando o laser para ajudar nos procedimentos. Para isso, o especialista deve avaliar a condição clínica da criança e fazer um diagnóstico preciso para indicar qual equipamento utilizar, se de baixa ou alta potência.

O Laser de baixa potência é recomendado para procedimentos terapêuticos que apresentam efeitos analgésicos e anti-inflamatórios, por exemplo. Dito isso, esse tipo de laser pode ser utilizado em pacientes de todas as idades, inclusive bebês, e é ideal para tratar queilite angular, aftas, reduzir dor da pré- erupção dentária, etc. 

Por outro lado, o laser de alta potência é recomendado para procedimentos cirúrgicos. Isso possibilita a necessidade de menos anestesia e menor sangramento, além de um pós-operatório livre de dor com um tempo menor de cicatrização. Sendo assim, indica-se para remoção de freios bucal e lingual, frenectomias, ulotomias, etc. Utilizando o laser, o dentista consegue oferecer um procedimento mais simples, rápido e confortável para a criança

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.