Doenças odontológicas

Gengiva inchada: tudo que você precisa saber

Gengiva inchada

A gengiva inchada pode decorrer de vários problemas, como irritações, cáries, doenças dentais, entre outras. O problema pode se resolver espontaneamente, ou perpetuar, levando o paciente ao consultório odontológico para a resolução do problema. Sendo assim, preparamos um artigo completo, com tudo que você precisa saber sobre o problema. Confira!

Causas da gengiva inchada

A gengiva inchada é um problema que leva desconforto aos pacientes, sendo o motivo mais comum do problema a presença de placa bacteriana, também conhecido como biofilme, decorrente de falhas na higienização. Entretanto, vários fatores podem influenciar no problema, como idade, estresse, obesidade, genética e tabagismo. Outras causas comuns são:

  • Medicamentos: alguns medicamentos podem causar problemas na gengiva, sendo um deles, o inchaço. Sendo assim, nesses casos, o ideal é orientar o paciente a conversar com o médico para uma solução.
  • Gengivite: a principal causa de gengiva inchada costuma ser a gengivite. Dessa maneira, uma boa forma de evitar o problema é por meio de uma higiene bucal adequada.
  • Má nutrição: a carência de vitamina C pode ser um motivo do inchaço nas gengivas.
  • Aparelhos dentários ou próteses: são causas comuns de inchaço na gengiva.
  • Diabetes não tratada: Diabetes Mellitus é uma condição que gera alterações nos vasos sanguíneos, reduzindo a quantidade de nutrientes que chegam na gengiva, além de dificultar a remoção de resíduos, levando a riscos maiores de infecções. Além disso, essa condição não controlada, aumenta os níveis de açúcar no sangue, o que leva a proliferação de bactérias, que também pode levar a inflamação e/ou inchaços gengivais.
  • Gravidez: as alterações hormonais são comuns nessa fase e podem desencadear problemas na gengiva, como o inchaço, por exemplo. Entretanto, pacientes nessas condições devem ter atenção especial, uma vez que não são aptas a qualquer tratamento.

Gengivite

A gengivite é uma das doenças bucais mais prevalentes, sendo a principal causa da gengiva inchada. Esse problema se caracteriza pela inflamação gengival, decorrente da disbiose da microbiota oral.

O principal motivo que leva ao desenvolvimento da gengivite é uma higiene deficitária, que leva a proliferação bacteriana, originando o biofilme dental.

Dessa forma, se faz necessário orientar o paciente sobre medidas preventivas desse problema, assim como avaliar a necessidade de remoção de tártaros, indicação de anti-inflamatórios ou demais medicamentos específicos.

Periodontite

A inflamação gengival é um dos primeiros sinais da periodontite, e a mesma pode ser o desenrolar de uma gengiva não tratada. Sendo assim, um dos sintomas comunas da periodontite é o inchaço gengival.

Sendo assim, a periodontite se caracteriza pelo acúmulo do biofilme dental abaixo da gengiva, gerando inflamação do periodonto, região responsável pela sustentação do dente.

Portanto, a periodontite requer cuidados minuciosos, uma vez que pode desencadear retração gengival e mobilidade dentária.

Entender a diferença entre gengivite e a periodontite é necessário, pois impacta diretamente no tipo de tratamento. Sendo assim, a gengivite é o estágio inicial de uma inflamação na gengiva, que é geralmente causado pelo acúmulo de biofilme na região. Esta condição, quando não tratada, pode evoluir para uma periodontite. Conclui-se que a periodontite é o agravamento da gengivite, e ambas são causas da gengiva inchada.

Sintomas

Geralmente o sintoma mais comum do inchaço gengival é a sensibilidade. Entretanto, mau hálito, feridas na boca, dor e recessão gengival, também podem ser alerta para o problema.

Dessa forma, é importante fazer uma anamnese minuciosa no paciente, para saber qual o motivo do inchaço gengival, que por si, podo ser o sintoma de um problema maior.

Tratamento

O melhor tratamento para o paciente que queixa de gengivas inchadas é a rotina de cuidados adequados da higiene bucal. Afinal, costuma ser o aumento da placa bacteriana a principal causa desse problema, uma vez que resulta em gengivites.

Portanto, instrua o paciente a escovar os dentes após cada refeição, assim como efetuar o uso do fio dental. Ainda, reforce a importância de manter a regularidade nas consultas de profilaxia.

Prevenção para gengiva inchada

Algumas instruções podem ser repassadas para o paciente com queixas frequentes do problema. Sendo assim, algumas medidas de prevenção do problema são:

  • Melhora da higiene bucal e uso constante do fio dental;
  • Alimentação equilibrada e balanceada;
  • Enxágue bucal com água e sal, para alívio do inchaço e da dor;
  • Evitar o consumo de álcool e o tabagismo;
  • Consultas recorrentes ao dentista.

Gengiva inchada e dolorida

A dor pode ser um dos sintomas da gengiva inchada. Sendo assim, o desconforto do paciente pode indicar uma inflamação, e o edema local um sintoma dela.

Após constatar o real motivo do inchaço e da dor, o tratamento adequado ao paciente deve ser recomendado.

Gengiva inchada e o dente siso

Os dentes sisos são os últimos a nascer, entre os 17 e 25 anos. Portanto, costumam levar pacientes ao consultório devido ao inchaço provocado pelos mesmo ao erupcionarem.

Outro motivo que pode levar a gengiva inchada pelo siso, é no caso de estarem inclusos.

Nesses casos, o ideal é avaliar a necessidade de extração do siso, que geralmente é a solução indicada para acabar com as dores locais, agravamentos e a higiene do local.

Quanto tempo dura a gengiva inchada?

O tempo de duração desse problema vai depender da complexidade do quadro.

Nos casos mais simples, é comum todo o processo permanecer no máximo entre uma e duas semanas. Entretanto, quando os casos são mais graves, o problema pode durar por meses.

Gengiva inchada e sangrando, o que fazer?

Nesses casos, deve-se avaliar qual a causa do problema. Geralmente, como já mencionado, a causa mais comum desse problema é a gengivite, que pode resultar em inchaço e sangramento.

Dessa forma, ao tratar a gengivite do paciente, o problema costuma ser solucionado.

Sendo assim, após estabelecer um plano para o sangramento da gengiva, bem como definida uma eventual mudança de hábitos de higiene oral, principalmente na escovação dentária, deve-se tratar a progressão da causa dos sangramentos para evitar demais complicações.

A gengiva inchada é recorrente entre os pacientes, tendo como causa principal a deficiência nos cuidados com a saúde e higiene bucal. Dessa forma, é fundamental que o dentista desenvolva uma linguagem simples e eficiente a fim de que o paciente compreenda sua situação e possa auxiliar no tratamento ao seguir as medidas indicadas.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.