Materiais odontológicos

Escaneamento intraoral: tudo sobre a tecnologia

escaneamento intraoral

Escaneamento intraoral é o registro da cavidade bucal obtido por uma câmera conectada a um computador que capta imagens em diversos ângulos, permitindo a visualização em detalhes de diversas estruturas da boca. 

O dentista pode necessitar de moldes das estruturas bucais para diversos tratamentos, como o ortodôntico, para lentes de contato, placas intraorais e próteses.

Uma moldagem da cavidade oral, para ser considerada ideal, deve ter princípios como o menor tempo e maior facilidade para ser executado, baixo custo, não gerar desconfortos ao paciente e gerar um resultado preciso. O material a ser utilizado, no que lhe concerne, também deve seguir alguns princípios para ser considerado ideal, como a facilidade de manipulação, tempo necessário para sua conclusão, toxicidade, entre outros.

Dentro destes requisitos, diversos são os métodos utilizados para a obtenção de imagem. O primeiro deles é o método tradicional de realizar a moldagem com gesso ou massinha e posteriormente digitalizá-la. Além disso, tem-se o método indireto, que consiste no escaneamento a laser ou por tomografia computadorizada. Por fim, o método direto, também conhecido como escaneamento intraoral, é o escaneamento feito diretamente na boca do paciente, eliminado algumas etapas clínicas necessárias em outros métodos.

Vantagens do escaneamento intraoral

O escaneamento intraoral tem diversas vantagens sobre os outros métodos de moldagem, são elas:

  • Praticidade e menor tempo para a realização;
  • Precisão nos registros, já que o modelo digital não apresenta as possíveis distorções do gesso;
  • Conforto para o paciente, pois este não precisa utilizar massinha ou gesso;
  • Facilidade de realização nos pacientes com reflexo de vômito, com fissura labiopalatina (risco de aspiração ou desconforto para respirar) ou respiração bucal;
  •  Dispensa de grandes espaços físicos para o armazenamento dos dados;
  • O transporte facilitado do material digital permite que consultórios e laboratórios conseguem se integrar de maneira mais efetiva;
  • Para os casos dos moldes feitos por impressora 3D, há menor chance de quebra quando comparado com os moldes de gesso;
  • Um computador armazena todas as imagens obtidas durante os procedimentos. Logo, é possível que o paciente, junto ao profissional, acompanhe o andamento do tratamento;
  • O profissional consegue mostrar para o paciente como será seu tratamento, permitindo que este veja o resultado a ser esperado.

Desvantagens do escaneamento intraoral

Por muito tempo os custos envolvidos no equipamento foram vistos como uma desvantagem para a adoção do método. Contudo, graças à disseminação da tecnologia, este problema vêm sido reduzido gradativamente e o custo envolvido na compra dos equipamentos está diminuindo.

Etapas do escaneamento intraoral

Para que o profissional consiga realizar com êxito o escaneamento intraoral, precisa seguir alguns passos e se atentar a alguns detalhes.

Equipamento para o escaneamento (iTero)

O Scanner iTero é a marca mais utilizada para realizar o escaneamento oral. O equipamento consiste em um bastão inserido na boca do paciente para a captação da imagem, a tela para a visualização das imagens e ferramentas que possibilitam a formação das dimensões do molde. Ainda, nos casos de procedimentos ortodônticos, por exemplo, o equipamento permite uma comparação do alinhamento dos dentes conforme o tratamento.

Sistema CAD/CAM

O sistema CAD/CAM (Computer-Aided Design/ Computer-Aided Manofacturing) é o responsável pelo processo de captação das imagens. Este consiste em um computador, scanner, câmera óptica e unidade de fresagem que juntos são responsáveis pela formação das imagens que registram a cavidade oral do paciente.

O escaneamento intraoral consiste em um desenho assistido por computador (CAD), no qual a câmera capta as imagens que serão computadorizadas. Tal tecnologia permite que uma mesma estrutura seja registrada em diferentes ângulos, possibilitando sua visualização em três dimensões.

Depois desse processo, ocorre a obtenção de manufaturas assistidas por computador (CAM), o qual é a obtenção dos moldes em terceira dimensão.

Captação das imagens

Formam-se as imagens em alta qualidade após a projeção de luz sobre a cavidade bucal do paciente. Com o equipamento, o profissional percebe algumas particularidades que não podem ser vistas a olho nu. O processo de captação das imagens se inicia com a correta esterilização do equipamento, mais especificamente o bastão que entra em contato direto com a boca do paciente. Após isso, o profissional deve se atentar ao posicionamento de modo a observar com facilidade a tela do scanner.

Primeiramente, o dentista deve contornar a oclusão do paciente e depois posicionar o bastão de modo a captar a região vestibular e lingual. É importante destacar que alguns fatores podem interferir na captação das imagens. Logo, o profissional deve ter a devida atenção, são eles:

  • Excesso de saliva: a presença de saliva altera a captação das imagens, distorcendo-as. Logo, caso tal situação seja observada, o cirurgião dentista deve secar a boca do paciente.
  • Luz: ao registrar as imagens, o scanner emite uma luz que pode causar sombras em algumas localidades. Desta forma, o manipulador deve posicionar o equipamento de diversas formas para que este consiga captar com precisão todos os registros. Ainda, metais presentes na boca podem refletir a luz, o que também atrapalha a obtenção das imagens.
  • Movimentação do paciente: é importante que o profissional, ao realizar os registros, informe o indivíduo acerca da importância de permanecer parado para a realização do procedimento de maneira correta.
  • Áreas de grande espaço: regiões edêntulas de grande extensão e dentes com mobilidade geram dificuldades para a formação das imagens. Desta forma, o profissional deve se atentar a estas situações para posicionar o equipamento para não prejudicar o registro.

Armazenamento (STL)

O aparelho obtém as imagens e um software as interpretas e posteriormente as armazena. Depois disso, o computador converte o arquivo em formatos compatíveis com o equipamento utilizado para a impressão 3D. Algumas máquinas utilizadas para a obtenção das imagens automaticamente convertem-nas para o formato STL, que é o utilizado pela impressora 3D. Desta forma, há uma preferência para que o arquivo esteja neste formato, pode ser facilmente enviado a um laboratório para a confecção do molde.

Impressão 3D

A última etapa do escaneamento intraoral é a impressão do molde em formato 3D. Este processo consiste na construção de toda a imagem feita pelo equipamento. Isso é feito para que o profissional e o paciente possam visualizar o molde realizado e utilizar para as mais diversas áreas da odontologia.

Escaneamento oral para Invisalign

O Invisalign é um tratamento ortodôntico que dispensa o uso das estruturas clássicas, como os bráquetes e fios.

O primeiro passo para iniciar o alinhamento dos dentes é através da obtenção de uma digitalização de toda a cavidade oral, permitindo sua visualização em três dimensões. Isso pode ser feito através do escaneamento intraoral. Além disso, o cirurgião dentista consegue, por um simulador, mostrar uma prévia de como ficará o alinhamento dos dentes após o término do tratamento. Ainda, é possível que o paciente, junto ao profissional, acompanhe o andamento do processo e compare sua evolução.

Valor do escaneamento intraoral

O número de laboratórios que aderem ao escaneamento intraoral cresce cada vez mais, o que permite que seus custos sejam paulatinamente diminuídos. Ainda, variações como plano de saúde e localização também alteram o valor. Contudo, pode-se dizer que o exame se encontra em uma média de R$100,00.

Quem pode realizar o escaneamento intraoral?

Conforme o Conselho Federal de Odontologia, o escaneamento intraoral é uma técnica de obtenção de imagens para fins odontológicos. Desta forma, pode ser realizado por dentistas ou técnicos em saúde bucal.

Importância do escaneamento para o dentista

Fica evidente, desta forma, a importância que o escaneamento intraoral tem para o tratamento odontológico. Quando se compara com o tradicional, o método apresenta diversas vantagens e, por isso, o dentista deve aplicá-lo sempre que possível.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.