Doenças odontológicas

Dente quebrado: tudo que você precisa saber

Dente quebrado

Um dente quebrado é uma ocorrência comum no dia-a-dia do consultório odontológico. Pode acontecer devido a um trauma, uma cárie avançada, desgaste excessivo ou outras condições.

Uma quebra dentária, além de comprometer a estética do sorriso, também pode afetar a função mastigatória e a saúde bucal geral do paciente.

Uma quebra dental pode ocorrer em qualquer idade e em diferentes circunstâncias. Dessa forma, a gravidade da quebra pode variar desde uma fratura superficial do esmalte até a perda completa da coroa dentária. Portanto, diante dessa condição, o dentista deve avaliar cuidadosamente o dano causado e determinar o plano de tratamento mais adequado para cada caso, individualmente.

Dente quebrado: o que fazer?


Uma avaliação clínica minuciosa é essencial para o correto diagnóstico e planejamento do tratamento de um dente quebrado. Sendo assim, o profissional deve realizar um exame clínico e radiográfico para avaliar a extensão da quebra e se existem danos nos tecidos adjacentes. Além disso, é importante considerar os sintomas relatados pelo paciente, como dor, sensibilidade ou dificuldade de mastigação.

Por que um dente quebra?

Mesmo o esmalte sendo a estrutura mais resistente do nosso organismo, o dente pode quebrar. Um dente quebrado pode causar dor, inflamação, infecção e frequentemente a necessidade de tratamento de canal.

Alguns fatores podem levar ao dente quebrado como resultado, tais como: esportes, alimentos duros, utilizar os dentes para abrir ou morder objetos, piercing na língua, acidentes, cárie, restaurações extensas sendo geralmente com canal tratado.

Quais complicações um dente quebrado pode causar?

Além dos danos estéticos, afetando o sorriso e a autoestima, a falta de um pedaço ou a perda de um dente inteiro traz danos à saúde. Dessa maneira, um dente, mesmo que apenas lascado, pode trazer comprometimento na mastigação, criando a possibilidade de danos a outros dentes.

Um dente quebrado sem tratamento, pode causar infecções, sendo a mais comum o abscesso dentário que pode acarretar destruição do osso e na perda do dente. Outro quadro infeccioso ainda mais grave, são as doenças sistêmicas por bactérias de origem dentaria que atingem a corrente sanguínea. Elas podem se instalar no coração causando comorbidades, como, a endocardite bacteriana.

Quais as possíveis opções de tratamento quando um dente quebra?

1- Restauração com resina composta: fraturas simples de esmalte ou de dentina podem ser resolvidas com uma restauração com resina composta. Este procedimento envolve a remoção do tecido danificado e a reconstrução do dente com um material estético e resistente.

2 – Coroa protética: quando há uma quebra mais extensa e compromete a estrutura do dente, o recomendado é se fazer uma coroa protética. Neste procedimento, há a remoção de parte da estrutura dental remanescente e a substituição por uma coroa, restaurando a forma e a função do dente quebrado.

3 – Facetas dentais: para casos em que a quebra afeta principalmente a estética do sorriso, as facetas dentárias podem ser uma solução. As finas lâminas de porcelana são aplicadas na parte frontal dos dentes, corrigindo imperfeições e proporcionando uma aparência natural e atraente.

4 – Implantes dentários: em situações em que o dente quebrado não pode ser restaurado ou reparado, haverá necessidade da extração do dente quebrado e a substituição do mesmo, por exemplo, por um implante dentário.

O tratamento recomendado para um dente quebrado vai depender da extensão da fratura, dos sintomas apresentados pelo paciente e de outras particularidades de cada caso. Dessa fora, a avaliação clínica detalhada realizada por um profissional é de extrema importância para decidir o melhor plano de tratamento.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.