Estudantes

Concurso odontologia: descubra tudo sobre eles

Concurso odontologia

Muitos profissionais da odontologia veem como opção de carreira o ingresso de um cargo por meio de concurso público. Tal serviço visa ofertar os serviços de odontologia de forma gratuita através do sistema público de saúde.

O concurso público é um processo seletivo para candidatos com ou sem graduação que competem entre si para ingressar como funcionário em uma instituição pública. Em um concurso público são normalmente ofertados cargos a serem realizados por diversos profissionais, tanto de nível médio quanto superior, tendo cada um destes as suas questões específicas. Tal processo garante ao profissional aprovado a segurança de estar em um cargo público, se afastando das incertezas do trabalho autônomo. Para participar de um concurso para dentista, o candidato deve ter um diploma de curso superior em odontologia em uma instituição que seja reconhecida pelo Ministério da Educação.

O que faz um concursado da área de odontologia?

Um concursado da área de odontologia pode desempenhar diversas funções conforme o cargo ao qual ingressou. Este pode realizar atendimentos, cirurgias ou exames. Ainda, o funcionário pode realizar exclusivamente uma das várias especialidades do campo profissional, como odontopediatria e endodontia, a depender de sua especialização. Ademais, dentistas que ingressam em cargos das Forças Armadas do Brasil devem também cumprir os devidos deveres militares.

Vale a pena prestar concurso público na área de odontologia?

Muitos dentistas, em algum momento da vida profissional, se deparam com a dúvida quanto ao ingresso ou não em um cargo público. Para um dentista recém formado, ainda sem especialização e clientela fixa, pode ser mais vantajoso o ingresso em um cargo público. Isso acontece pois este cargo garante o conforto de um salário fixo. Ainda, neste período o indivíduo tem memórias recentes quanto ao conteúdo estudado durante os anos de graduação. Desta forma, tendo o conteúdo mais claro na mente, pode ser mais tranquilo realizar a prova conteudista.

Por outro lado, os profissionais que já possuem uma carreira e clientela consolidada de forma particular devem se atentar às especificações da vaga pretendida. Se for um emprego que demanda 20 horas semanais, por exemplo, é possível que o dentista atue no cargo por meio período, permitindo que o restante do dia seja voltado para os atendimentos particulares. Um cargo de 40 horas, por outro lado, requer dedicação exclusiva, fazendo com que o profissional deixe de atender de modo particular.

Portanto, o indivíduo deve ler atentamente o edital do concurso de modo a ponderar se o retorno financeiro é melhor ou ainda se consegue conciliar dois empregos simultâneos.

Prova concurso de odontologia

A prova de concurso público para dentistas se baseia em conhecimentos específicos do cargo que se pretende ingressar. Todas essas informações são aprendidas durante a graduação em odontologia ou em especializações de pós-graduação. Além disso, cobra-se do participante os conhecimentos gerais acerca de diversos assuntos. 

Caso o cargo pretendido seja o de profissional da odontologia do Exército, Marinha ou Forças Aéreas, o candidato precisará realizar também um teste de aptidão física (TAF). Para realizar esta etapa, deve-se realizar atividades que incluem corrida, exercícios em solo e barra e natação. Estas etapas demandam também um tempo de treinamento para se obter bons resultados.

Muitos profissionais temem a realização da prova de concurso público, dado que é uma avaliação conteudista que reúne diversos assuntos estudados durante a graduação. No entanto, alguns assuntos são mais frequentes e por isso devem ter uma atenção especial, são eles:

  • Periodontia;
  • Farmacologia e anestesiologia;
  • Reabilitação oral e oclusão;
  • Radiologia ondotológica e imaginologia;
  • Materiais dentários;
  • Dentística;
  • Estomatologia e semiologia oral;
  • Endodontia;
  • Microbiologia oral e cariologia;
  • Cirurgia oral;
  • Anatomia da cabeça e do pescoço;
  • Ortodontia;
  • Patologia bucal;
  • Emergência;
  • Odontopediatria;
  • Legislação aplicada ao SUS;
  • Saúde pública e epidemiologia.

Deve-se destacar que o cargo pretendido é público, portanto o candidato deve se atentar e reforçar os estudos que falam sobre a legislação aplicada ao SUS e a saúde pública e epidemiologia, dado o ambiente no qual se encontrarão.

Além disso, dentre os conhecimentos gerais cobrados, encontram-se:

  • Língua portuguesa;
  • Matemática;
  • Raciocínio lógico;
  • Atualidades;
  • Noções de informática.

Dicas para prestar concurso público na odontologia

Existem algumas estratégias que o candidato pode seguir a fim de conseguir maior êxito nos estudos para concursos públicos, se tornando mais próximo à aprovação.

Fazer uma boa graduação

Todos os conteúdos cobrados no concurso público são ensinados no ambiente acadêmico. Desta forma, é fundamental que o estudante tenha uma base sólida de graduação para otimizar o tempo de estudo.

Ler atentamente o edital

Cada prova cobra um conteúdo específico. Dessa forma, o candidato deve ler atentamente o edital da prova para identificar que conteúdos deve estudar. Assim, este não perde tempo estudando coisas que não serão cobradas.

Conhecer a banca corretora da prova

Cada banca corretora tem um método para a correção das provas, distribuição de pontos e peso de cada questão. Desta forma, quando o candidato entende o modelo da banca, consegue ter mais confiança para a realização do exame.

Estudar com frequência

Sabe-se que há maiores chances de gravar um conteúdo lidando com ele diariamente. Portanto, o candidato deve estar sempre revisando os materiais já estudados para fixar o que já foi visto. Desta forma, estudar com regularidade se torna mais importante do que estudar várias horas em um único dia.

Fazer provas antigas

Um dos métodos mais eficazes de estudar para concursos públicos é fazer as provas aplicadas nos anos anteriores. O candidato consegue, com isso, conhecer a forma com que os conteúdos são cobrados e quais os assuntos mais frequentes. Além disso, ao realizar as questões em forma de simulado, o estudante pode analisar o tempo levado para finalizar o exame e calcular quanto tempo deve gastar para cada questão, gerenciando o tempo. Por fim, realizar simulados é fundamental para que este se acostume com o tempo gasto durante a prova, evitando cansaços precoces durante o concurso.

Ter um bom ambiente de estudo

É fundamental que, durante os estudos, o indivíduo possa se concentrar apenas no conteúdo. Dessa forma, um ambiente com todos os materiais acessíveis, que não tenha barulhos ou interrupções e seja devidamente iluminado é o ideal para os estudos.

Descobrir sua melhor técnica de estudo

Existem diversas formas de estudar, seja por meio de resumo, leitura, discursos, fichamentos, testes práticos ou mapa mental. O importante é que o estudante descubra a melhor forma de fixar os conteúdos para conseguir otimizar seu tempo.

Seja qual for o cargo pretendido pelo candidato, é fundamental que este estude os conteúdos propostos de modo a obter sucesso no exame.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.