Doenças odontológicas

Cisto de retenção: conheça tudo sobre esse problema

cisto de retenção

Alterações na cavidade bucal podem ser percebidas, em algumas situações, e quando essas alterações se apresentam no seio maxilar, pode ser decorrente da manifestação de um cisto de retenção. Conheça tudo sobre esse problema no nosso artigo de hoje.

O que é cisto de retenção?

Acredita-se que os cistos de retenção sejam originados pelo bloqueio de uma glândula seromucosa antral. Como resultado, se tem uma estrutura cística revestida por epitélio ductal e preenchida por mucina. A grande maioria dessas lesões são assintomáticas. Entretanto, pode haver alguma leve sensibilidade na região de fundo de vestíbulo ou, mais raramente, uma expansão vestibular palpável localizada nessa região.

Os cistos de retenção são uma lesão inflamatória crônica benigna, e não gera grandes problemas para a saúde bucal.

Características

O cisto de retenção do seio maxilar também pode ser denominado como cisto seroso, cisto de muco, cisto mucoso benigno, pseudocisto ou mucocele.

Seu tamanho não é fixo, podendo ser milimétrico ou atingir até 3 centímetros. Ainda, o cisto de retenção pode ser dividido categorias, conforme a sua formação, podendo ser secretoras e não-secretoras. Dessa forma, temos as seguintes características:

  • Secretoras: quando ocorre a obstrução de um ou mais dutos secretores da glândula seromucosa, devido ao processo inflamatório;
  • Não-secretores: quando ocorre acumulo de meco no tecido sub-epitelial e fora da entidade glandular. Sendo assim, isso ocorre devido ao processo inflamatório ocasionado na parede do seio maxilar.

Dessa forma, o cisto de retenção pode ser descrito como sendo de um material eosinófilo, não possuindo forma determinada e sendo constituído de células sanguíneas que participam do processo inflamatório como alergias e asma, além de também conter linfócitos.

Essa condição também pode ser caracterizada por protuberâncias únicas ou múltiplas, amarelas ou esbranquiçadas. Entretanto, esse tipo de cisto do seio pode atingir os dois lados da face, porém é mais comum se manifestar em apenas um lado.

Cisto de retenção sintomas

É uma patologia considerada assintomática, entretanto em alguns casos mais graves, podem apresentar alguns sintomas, sendo esses parecidos com os sintomas de sinusite. Sendo assim, os sintomas são fadiga, vertigem, dor de garganta, entupimento nasal e escorrimento, dor fácil e de cabeça persistentes, dor no arco dentário e sensação de pressão na face.

Um importante ponto a ser ressaltado, é que na manifestação de algum desses sintomas, deve-se procurar imediatamente um profissional para realização de exames e posterior diagnóstico. 

Cisto de retenção maxilar é perigoso?

Como já mencionado, a maioria dos casos de cisto de retenção não são graves. É comum a formação de cisto de retenção no assoalho dos seios dos maxilares, se desenvolvendo por hipertrofia da mucosa por estímulo alérgico. Entretanto, não costuma ter maiores repercussões, além de, geralmente, não ter necessidade de remoção cirúrgica.

O cisto de retenção maxilar, geralmente, é assintomático e seu diagnóstico se dá, na maioria dos casos, por exames de imagem.

Cisto de retenção tratamento

Por não possuir sintomas, o cisto de retenção é geralmente diagnosticado em radiografias de rotina, mais especificamente durante a observação das imagens de radiografia panorâmica.

A identificação dessa patologia pode ser feita a partir de tomografia computadorizada, sendo possível detalhar a região sinusal acometida pelo cisto, já que as características únicas do cisto tornam o diagnóstico mais simples.

Dessa maneira, quando o cisto mucoso não possui gravidade, o tratamento se dá através da monitoração da evolução clinica por acompanhamento radiográfico. Sendo assim, por se tratar de uma lesão benigna, a regressão ocorre de forma espontânea.

Entretanto, quando os casos são graves, a intervenção cirúrgica para o cisto de retenção se faz necessária. Ainda, se o paciente possuir histórico de alergia recente, se faz necessário o acompanhamento médico.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.