Tratamentos odontológicos

Cicatrização do siso: tudo que você precisa saber

Cicatrização do siso

A cicatrização do siso, também conhecido como terceiro molar, segue um processo semelhante ao de outras extrações dentárias. Os sisos são os últimos dentes a nascerem na cavidade oral e em média seu nascimento vai ocorrer entre os 17 e os 25 anos.

Sendo assim, devido ao tardio nascimento, em muitos casos a extração do siso vai ser necessária, uma vez que o espaço para esses dentes se posicionarem corretamente na arcada dentária pode não ser suficiente.

Veja mais sobre a cirurgia de extração de siso e o processo de cicatrização:

Como é feita a extração do dente siso?

Primeiramente temos que entender que a extração dos dentes siso é um procedimento bastante comum. A cirurgia vai se realizar no consultório do dentista e a extração do dente siso se inicia a partir da aplicação da anestesia. A anestesia é local, portanto é aplicada próxima aos dentes.

Após a aplicação da anestesia, é feita uma incisão na gengiva para que o dentista possa ter uma maior visão do dente que vai ser retirado. Para finalizar o procedimento, o profissional promove a sutura, ou seja, os pontos para fechamento do local da extração.

Portanto, após a finalização do procedimento, é comum haver um pouco de sangramento e dor no local da extração.

Quais são os sintomas que indicam uma complicação da cicatrização do siso?

Embora a maioria das cirurgias de extração do siso sejam tranquilas, pode acontecer de alguns casos apresentarem complicações. Listamos para você sintomas comuns de aparecerem na cicatrização do siso:

Parestesia prolongada:

Embora seja comum que o seu paciente fique com dormência na boca por algumas horas após a cirurgia de extração de siso, quando esse sintoma se prolonga, pode ser necessária uma intervenção, já que um nervo pode ter sido afetado.

Sendo assim, esse problema é mais frequente na extração de sisos inferiores, pois eles estão muito próximos às terminações nervosas. 

Em alguns casos, os sintomas desaparecem com o tempo, mas quando a lesão é mais grave, será necessário fazer tratamentos para restabelecer a sensibilidade do paciente.

Comunicação Buco-Nasal:

Essa complicação pode acontecer quando o paciente extrai um dente da arcada superior, ou seja, primeiros, segundos e terceiros molares. A comunicação buco-nasal é um é uma junção não desejada entre a boca e o seio maxilar.

Sendo assim, o problema acontece devido à proximidade das raízes dos sisos superiores com o seio maxilar. Sendo assim, quando isso ocorre, significa que há um orifício ligando essas duas regiões anatômicas, o que não é normal. 

Esse problema pode ser resolvido sozinho, porém, geralmente vai ser necessário a realização de alguns procedimentos para que o buraco seja fechado, senão, infecções podem acontecer.

Infecção no Pós-Operatório:

Esse é um caso raro de acontecer, em que uma infecção bacteriana após a cirurgia de extração do siso, ou seja, no processo de cicatrização, pode se manifestar. Nesses casos, o paciente pode apresentar sintomas como dores de dente, febre, inchaço, gosto ruim na boca, com ou sem o aparecimento de secreções.

O tratamento da infecção geralmente vai ser realizado por indicações de medicamentos específicos e recomendar repouso por alguns dias para o seu paciente.

Alveolite:

A alveolite dentária é uma das complicações mais comuns que podem acontecer após uma extração. Ela pode ser classificada em alveolite seca ou alveolite supurativa.

A alveolite supurativa surge quando se forma uma infecção no alvéolo dentário. A alveolite seca surge quando o coágulo sanguíneo não se forma ou é acidentalmente removido, ou deslocado.

Para o tratamento, o dentista pode realizar uma lavagem do alvéolo dentário com uma solução salina, a curetagem alveolar para limpeza da zona afetada. Além disso, pode ser necessário receitar produtos medicamentosos, como analgésicos, anti-inflamatórios ou antibióticos para aliviar as dores e promover uma correta cicatrização dos tecidos.

Quanto tempo leva a cicatrização do dente do siso?

A remoção dos dentes do siso é uma das cirurgias odontológicas mais comuns e seu paciente pode levar até 2 semanas para se recuperar e completar a cicatrização.
Além disso, possuir os cuidados adequados da ferida pode ajudar o indivíduo a se recuperar mais rapidamente.

A recuperação da cirurgia do dente do siso é gradual e os pacientes poderão observar algumas melhorias no decorrer dos dias:

  • Primeiras 24 horas: formação de coágulos sanguíneos;
  • 2 a 3 dias: diminuição do inchaço da boca e bochechas;
  • 7 dias: remoção dos pontos realizados pelo dentista;
  • 7 a 10 dias: diminuição da rigidez e a dor na mandíbula;
  • 2 semanas: recuperação e cicatrização por completo.

Porém, vale ressaltar que o tempo de recuperação será diferente para todos. Se houver complicação, como coágulos sanguíneos se desalojando da ferida e a presença de infecção, a recuperação poderá demorar mais tempo.

Cuidados na cicatrização do siso

Após retirar o siso você deverá orientar certas recomendações para seu paciente como:

  • Manter a compressa estéril no local da extração do dente, durante cerca de 1 a 2 horas, para evitar o sangramento;
  • Evitar alimentos quentes e preferir os gelados, desde que sejam líquidos ou moles, principalmente no mesmo dia que retirar o siso;
  • Não fazer bochechos, nem usar enxaguante bucal para evitar a irritação e o sangramento, durante o primeiro dia;
  • Usar uma escova de cerdas macias para escovar os dentes, e realizar a escovação apenas no dia seguinte à cirurgia;
  • Manter o repouso no dia da extração do dente do siso, evitando qualquer movimentação brusca e atividades de esforço;
  • Regressar às atividades físicas intensas apenas quando a cicatrização estiver totalmente completa e sem riscos de qualquer complicação;
  • Não fumar por pelo menos 72 horas após a extração do dente siso;

Além disso, vale avisar o seu paciente que é normal que o lado do rosto onde se retirou o siso fique inchado e, caso tenha necessidade, receite um anti-inflamatório, além de instruir ele a usar uma compressa fria no rosto.

Dessa forma, se todo cuidado for tomado e todas as orientações passadas ao seu paciente forem seguidas, as chances de uma cicatrização rápida e tranquila do siso no pós-operatório de extração, são muito altas.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.