Doenças odontológicas

Cianose: tudo que você precisa saber

Cianose

A cianose é uma condição grave que pode acometer alguns pacientes. Por ser um problema que pode evoluir para sérias complicações, é papel do dentista saber identificar e orientar o paciente sobe a melhor conduta. Dessa forma, preparamos esse artigo completo, com tudo que você precisa sobre essa condição. Confira!

O que é cianose?

A cianose é uma condição médica que afeta pacientes que possuem problemas relacionados a má oxigenação do sangue. Sendo assim, sua causa se dá por vários fatores como insuficiência respiratória, problemas circulatórios ou doença pulmonar, dentre outras.

Essa condição patológica é caracterizada por uma coloração azulada na pele ou mucosa, podendo ser de origem multissistêmica.

Tipos de cianose

De maneira geral, a cianose pode ser classificada conforme a sua velocidade, fluxo e quantidade de sangue oxigenado que chega até os órgãos. Dessa forma, a cianose é classificada em central ou periférica:

  • Cianose central: ocasionada devido à oxigenação inadequada secundária a algumas condições que levam ao aumento de hemoglobina desoxigenada ou presença de hemoglobina anormal, na presença de saturação de oxigênio menos de 85%.
  • Cianose periférica: caracterizada por ocorrer principalmente nas extremidades, sendo resultado do aumento da extração do oxigênio pelo tecido periférico no leito capilar. Pacientes que possuem essa condição periférica, ao contrário da central, tem a saturação de oxigênio arterial sistêmica normal. Entretanto, ocorre uma diferença significativa na saturação entre o sangue arterial e o venoso.

Principais causas da Cianose

A cianose é um problema que pode ocorrer devido a qualquer condição que interfira no processo de transporte do sangue e da oxigenação, podendo ocorrer na vida de recém-nascidos e adultos. Dessa forma, essa condição pode ter relação com doenças pulmonares, como pneumonia grave, embolia pulmonar ou DPOC; doenças cardíacas como trombose ou ICC; alterações na hemoglobina, identificadas pelo teste do pezinho após o nascimento; síndrome do bebê azul; além de intoxicação por medicamentos.

Outras condições podem levar a esse problema, como afogamento, toxinas, exposição a água fria ou ar, baixo teor de oxigênio no ar inspirado e overdose de drogas como sedativos, narcóticos ou benzodiazepinas.

Dessa forma, se deve efetuar uma anamnese detalhada, para poder concluir a real causa de base da condição, podendo oferecer o correto tratamento para o paciente.

Sintomas

O principal sintoma dessa patologia é coloração azulada generalizada no corpo e nas mucosas visíveis, enquanto na periférica a descoloração azulada ocorre normalmente nas extremidades distais como mãos e pontas dos pés. Dessa forma, na cianose periférica, geralmente não ocorre acometimento das mucosas.

As melhores áreas para avaliar o problema são, bochechas, nariz, orelha e mucosa oral, devido à espessura fina da pele nessas regiões e o bom suprimento de sangue, podendo ainda, ajudar a determinar se a cianose é generalizada ou limitada as extremidades.

Diagnóstico da cianose

O diagnóstico da cianose deve ser dado por um médico capacitado. Entretanto, alguns pacientes podem adentrar ao consultório com a condição, devendo o dentista como profissional de saúde identificar e encaminhar o paciente de maneira devida.

Dessa forma, caso o paciente apresente colação azulada nos lábios, orientar a buscar auxílio médico para avaliação do histórico clínico e realização de exames laboratoriais.

Tratamento

O melhor tratamento da cianose deve ser indicado por um médico capacitado, sendo função do dentista, como profissional da saúde, encaminhar o paciente para um especialista. Ademais, o tratamento para melhora do quadro se dá através do tratamento da condição subjacente que resulta na cianose.

Concluindo, a cianose é uma condição relacionada a alguma outra condição, que apresenta como um dos sintomas coloração azulada nas mucosas e boca. Sendo assim, caso suspeite que algum paciente apresenta a condição, solicite a busca de um médico o mais rápido possível.

Ainda está em dúvida?

Faça o teste gratuito agora por 7 dias.